Família

Depois de passar 12 anos tentando engravidar, mãe faz relato emocionante sobre a chegada dos filhos

Bruna passou por inúmeros tratamentos e três fertilizações in vitro sem sucesso até o nascimento dos gêmeos Laura e Benício

Jennifer Detlinger

Jennifer Detlinger ,Filha de Lucila e Paulo

(Foto: Arquivo pessoal)

(Foto: Arquivo pessoal)

A Bruna Noronha Lemos participou do projeto Lá em Casa é Assim”, parceria da Pais&Filhos com a Natura Mamãe e Bebê, e contou como foi realizar o sonho da maternidade depois de passar 12 anos entre tratamentos e fertilizações. Hoje, ela é mãe dos gêmeos Laura e Benício e tem a família completa, ao lado do marido, Amilquer. Conheça essa linda história:

“Sou casada há 13 anos e descobri logo no início do casamento que o Amilquer tinha um quadro de infertilidade. Meu maior sonho era ser mãe e consegui realizá-lo depois de muito choro. Depois de 12 anos de inúmeros tratamentos e três fertilizações in vitro sem sucesso, tentamos pela última vez mais uma fertilização.

Eu estava muito em paz e com muita fé, pois o tratamento requer muita tranquilidade. Comecei as medicações, pois são hormônios injetados no abdômen, e realizei as ecografias para ver a evolução dos óvulos. Esse processo foi tranquilo, pois eu já tinha passado por essa experiência, mas a expectativa sempre é algo novo!

Tive sucesso na formação de dois embriões que foram transferidos para meu útero. Esse dia foi maravilhoso, Deus estava conosco no centro cirúrgico. Passados os 14 dias após a implantação, o meu positivo veio e recebemos a notícia com tamanha alegria e agradecimento.

Depois de 6 semanas descobrimos que os dois embriões transferidos vingaram e seríamos pais de gêmeos: Laura e Benício. Ah, que perfeição! Lágrimas de alegria tomaram conta de nós. Minha gravidez foi tranquila, sem complicações e meus filhos nasceram 35 semana e 5 dias. Não precisaram de UTI, ficamos apenas 3 dias no hospital.

A chegada deles mudou toda a rotina da casa. Nossas noites de sono no primeiro mês foram mais acordados do que dormindo. Mas tudo foi se encaixando e voltamos a dormir melhor. Tudo que eu imaginava e projetava com a chegada deles não ocorreu, porque foram as crianças que nos mostraram como deveríamos agir.

E ser mãe é saber lidar com as situações inusitadas e adversas. Hoje me perguntam: ‘Nossa deve ser trabalhoso ser mãe de gêmeos!’ É sim, mas não troco este ‘trabalhoso’ pela minha vida de antes. A maternidade me transformou em uma mulher mais forte e vitoriosa!”

Leia também

“Foi a melhor decisão da minha vida”, diz pai solo que cria a filha sem a mãe

Lá em casa é assim: “Morar em uma casa compartilhada é entender que o mundo é muito maior”

É possível, sim! Mãe solo viajou para 14 países com o filho de 9 anos fazendo mochilões