Descubra a verdadeira idade do seu cachorro se ele fosse um humano!

Um estudo realizado pela Universidade de San Diego, nos Estados Unidos, mostrou um novo jeito de fazer as contas e explicou os benefícios que isso irá trazer no futuro

Resumo da Notícia

  • O estudo mostrou uma outra possibilidade em comparar a idade dos cachorros a dos humanos
  • Isso poderá trazer benefícios no desenvolvimento de medicamentos específicos
  • A pesquisa foi realizada pela Universidade de San Diego
  • Veja como funciona o novo cálculo
Veja como funciona o novo cálculo (Foto: Getty Images)

Lembra daquele jeito antigo de que um ano do cachorro equivale a sete nos humanos? Pode esquecer! Um estudo, realizado na Universidade de San Diego, nos Estados Unidos, mostrou na última quinta-feira, 2 de julho, uma técnica mais evoluída para saber qual seria a idade do seu pet se ele fosse um ser humano.

-Publicidade-

Segundo a pesquisa, a forma dos pets envelhecerem é muito diferente e mais rápida. Em um gráfico divulgado pelo estudo, é possível notar que o desenvolvimento dos cachorros é sempre crescente e não em linha reta como o dos humanos.

“Um cachorro de um ano tem a idade similar a um humano de 30 e com quatro anos, os cães podem ser comparados a humanos de 52 anos. Quanto mais velhos os cachorros ficam, mais devagar envelhecem“, explicou Trey Ideker, um dos responsáveis pelo estudo.

-Publicidade-
O gráfico mostra a possível comparação a partir do estudo (Foto: Divulgação / Universidade de San Diego)

Apresentando um novo “relógio genético” a partir dos resultados, a base é feita com o desenvolvimento das células e as mudanças químicas. “Esses indicadores são como pistas da idade do genoma. Podem ser comparadas às rugas no rosto de pessoas mais idosas, denunciam a idade”, completou Trey.

A partir da descoberta, os remédios caninos permitem ter uma melhor eficácia, pois pode ser específico e baseado na idade certa para cada animal. Com isso, será possível auxiliar em novos testes, que trarão benefícios futuros. A gente achou demais!

-Publicidade-