Desespero: família procura há dois dias por corpo de idosa vítima de coronavírus em UPA

De acordo com informações da secretária de saúde municipal, houve confusão no reconhecimento do corpo por outra família e por isso o corpo da mulher foi liberado. Entenda porque eles estão lutando para acha-lá

Resumo da Notícia

  • Raimunda de Paula de 90 anos morreu na ultima quinta-feira
  • Na hora de reconhecer o corpo o hospital alega confusão feita pela família
  • Foram feitos dois laudos diferentes com causas de mortes diferentes
  • A família está há dois dias procurando pelo corpo da idosa
Família de Raimunda está há dois dias procurando pelo corpo (Foto: Reprodução/ G1)

Na última quinta-feira, 15 de maio, Raimunda de Paula Melo de 90 anos, faleceu após ter o atendimento negado em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no bairro Itaperi, Fortaleza. Ela que chegou a ser levada para sala de ressuscitação, teve seu corpo levado para que os procedimentos legais fossem feitos. Mas o que família não esperava era que horas depois, além de receber dois laudos diferentes, um que dizia que a morte foi infecção associada ao covid-19 e outro como causa desconhecida, o corpo havia sumido.

-Publicidade-

De acordo com informações dadas pelo G1, a Secretária Municipal de Saúde (SMS) afirmou que uma outra pessoa que estava reconhecendo outro corpo, se confundiu e liberou o corpo da idosa. A família de Raimunda, indignada com o ocorrido que só foi informado no dia seguinte, entrou em contato com a Prefeitura de Fortaleza, que ficou responsável em achar o cadáver e fazer a exumação.

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!

-Publicidade-