Dia do Orgulho LGBTQIA+: mãe pinta casa com cores do arco-íris em homenagem ao filho homossexual

Dia 28 de junho é o Dia do Orgulho LGBTQIA+. Relembre quando a mãe capixaba transformou sua residência em ponto turístico pintando esta com as cores do orgulho para honrar o filho

Resumo da Notícia

  • Adriana, comerciante e mãe de Bruno, ator, decide pintar sua casa com as cores da bandeira do orgulho LGBTQIA+ como forma de homenagear o filho gay
  • Mãe e filho são indicados a um prêmio focado na área do orgulho e ganham
  • Relação forte entre família combate fortemente o preconceito

Em 2020, Adriana Meneguelli Fonseca resolver colorir o próprio lar. Seu filho, Bruno Meneguelli Fonseca, é homossexual e recebeu tal homenagem da família como uma forma de acolhimento. O evento ocorreu em Anchieta, no sul do Espírito Santo.

-Publicidade-
Bruno Meneguelli
Bruno na frente da casa que foi colorida com a paleta do arco-íris (Foto: Arquivo pessoal)

Com o ato de orgulho, a mãe de Bruno chegou até a receber prêmios pela iniciativa: ele e Adriana foram indicados à primeira edição do prêmio ‘Razões Para Acreditar’. A indicação encontrava-se na categoria LGBTQIA+ e acabaram ganhando com muitos votos.

A ideia de pintar, segundo Bruno, foi dada em um aleatório almoço de família. Adriana já planejava pintar a casa e, em um tom de ironia, o filho sugeriu dar vida ao lar com as cores da bandeira LGBTQIA+ e a ideia foi mais que aceita.

O capixaba é ator e tem 22 anos. Quando criança, sofria discriminação por gostar de dançar nas festas e comemorações vestindo collant, roupa geralmente utilizada no balé ou em danças específicas.

Bruno Meneguelli e Adriana Meneguelli
Bruno Meneguelli e Adriana Meneguelli juntos em frente à casa transformada no ponto turístico no ES (Foto: Reprodução/Instagram/@bruno_meneguelli)

A relação de mãe e filho entre os dois sempre foi muito presente. Em relato ao G1, o Meneguelli contou que a mãe percebia a personalidade dele como criança e não podia fazer nada sobre o assunto para não causar traumas ou piorar a situação sobre o preconceito em si.

O filho de 22 anos conta que a mãe comerciante é o tesouro de sua vida. Muito mais que um simples ato de pintar, o gesto de Adriana envolve carinho, respeito e gratidão pela vida do filho. “Sem ela, acho que meu mundo desabaria”, diz Bruno. “Até hoje, graças a Deus, recebemos muito amor desde a pintura da casa. O apoio dela para o orgulho LGBTQIA+ se tornou não só importante pra mim, mas como pra milhares de outras mães que tiveram contato conosco depois da pintura da casa”.

Prêmio Razões Para Acreditar
Banner do prêmio ‘Razões Para Acreditar’, vencido por Adriana e Bruno na categoria LGBTQIA+ (Foto: Reprodução/Instagram/@bruno_meneguelli)