Diretora é proibida de ir em festival de cinema com o filho de 4 meses e faz denúncia: “Falta igualdade”

Que absurdo!

(Foto: Reprodução / Instagram)

Um dos principais festivais de cinema está acontecendo na França desde o dia 14 de maio. O evento, que fica até o dia 25, é conhecido mundialmente e conta com a presença de várias celebridades renomadas. A diretora de “Hurt By Paradise”, um dos filmes que concorrem no Festival de Cannes fez um desabafo depois de ser impedida de levar seu filho de 4 meses.

-Publicidade-

Ela publicou uma foto ironizando o acontecimento. A artista fez um comunicado oficial e disse estar se sentindo “ofendida com a atitude antiquada. Como se as diretoras precisassem de mais obstáculos para conquistar igualdade dentro da indústria”.

O mais irônico é que o seu filme conta a história de uma mãe solteira e jovem que tenta conciliar a maternidade com o sonho de ser escritora. Na quarta-feira, dia 15 de maio, “após muito estresse” depois de toda polêmica, ela e o seu filho foram autorizados a ficar na área credenciada, mas foi informada que teria que pagar um passe de 300 euros. Greta disse que não teria problema, mas outro problema apareceu: a solicitação só seria aceita depois de 48 horas.

-Publicidade-

Leia também:

Absurdo: mãe dá à luz dentro de carro após ter atendimento negado em hospital

Bebê de 1 ano morre depois de receber falso diagnóstico em hospital

Após sofrer 3 abortos, mãe dá à luz gêmeas aos 50 anos

    -Publicidade-