É fake! Beber água a cada 15 minutos para molhar a garganta não previne contra o coronavírus

A mensagem que tem circulado no WhatsApp e em redes sociais não é verdadeira. Segundo o Ministério da Saúde, ainda não foi descoberta uma cura para a Covid-19

Uma das últimas fake news que circulam no WhatsApp trata-se de um texto sobre uma recomendação para combater o coronavírus (Foto: Getty Images)

A situação de pandemia do coronavírus vem gerando uma onda de informações falsas circulando pelas redes sociais. A consequência do pânico e a urgência por atualizações e uma cura para o Covid-19 movimenta uma série de fake news ao redor do mundo. Mas a maior parte das dicas não tem embasamento científico e distorce informações.

-Publicidade-

Antes de qualquer coisa, é importante reforçar que a principal arma contra o coronavírus e o pânico é a informação. Confie apenas em fontes oficiais e seguras. “Quando estiver rolando a timeline de suas redes sociais ou em conversas de WhatsApp atrás de notícias e atualizações sobre o coronavírus, é fundamental confiar somente em veículos de imprensa com autoridade e fontes oficiais, como a Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Ministério da Saúde. Quando chegar um conteúdo sem a fonte é melhor não passar para frente”, alerta o infectologista Gerson Salvador, pai de Laura e Lucas.

Uma das últimas fake news que circulam no WhatsApp trata-se de um texto sobre uma recomendação para combater o coronavírus:

-Publicidade-

“Um médico infectologista, disse que a mídia só fala sobre lavar bem as mãos, usar álcool em gel, e não levar as mãos aos olhos, a boca, etc. Mas um fator importante para não contrair o vírus é beber água de 15 em 15 min, não precisa ser um copo cheio, mais mesmo molhar a garganta. E onde for andar com uma garrafa de água. Por que? Porque ao molhar a garganta se o vírus vier, ele vai direto para o estômago, e não há bactéria ou vírus algum que resista ao suco gástrico. Se a garganta estiver seca, o vírus vai para o esôfago e vai para os pulmões, onde ocorre a dificuldade em respirar, e o que tem levado várias pessoas a óbito. Por favor, repassem essa informação.*”

Beber água a cada 15 minutos não impede que a pessoa pegue coronavírus (Foto: Reprodução/WhatsApp)

O infectologista João Prats, da BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo, filho de João e Ana Lúcia, afirma que as afirmações da mensagens são falsas.

“Não tem nenhum sentido nessa mensagem. O vírus é capaz de entrar nos receptores das células que revestem a mucosa respiratória, como o nariz, boca e garganta, além de conseguir infectar células que estão uma do lado da outra e ir para a circulação sanguínea. Ele não precisa seguir o caminho de um esôfago seco”, explica.

O especialista contesta, por exemplo, o trecho da mensagem que diz para a pessoa beber água de 15 em 15 minutos. “O vírus consegue entrar no organismo, independentemente da boca estar molhada ou não, até porque ela já é úmida de qualquer maneira”, defende.

De fato, beber água ajuda a manter a pessoa hidratada e saudável, mas não há necessidade de tomar água a cada 15 minutos — isso não impede que a pessoa pegue o coronavírus.

O Ministério da Saúde também reforça que “até o momento, não há nenhum medicamento, substância, vitamina, alimento específico ou vacina que possa prevenir a infecção pelo novo coronavírus”.

As recomendações de prevenção que realmente fazem a diferença continuam sendo as mais eficazes:

  • Evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas;
  • Lavar as mãos com frequência, especialmente após contato direto com pessoas doentes ou com o meio ambiente;
  • Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
  • Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;
  • Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
  • Higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
  • Manter os ambientes bem ventilados;
  • Evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença;
  • Evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações.

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!

-Publicidade-