Ellen Rocche abre o jogo sobre maternidade aos 41 anos

Atriz que está de volta na reprise de ‘Haja Coração’, na TV Globo, disse que está tranquila quando o assunto é maternidade

Resumo da Notícia

  • Ellen Rocche, está de volta na reprise de 'Haja Coração', na TV Globo, abriu o jogo sobre a vida pessoal
  • Aos 41 anos, Ellen, se diz tranquila quando o assunto é maternidade
  • Ela ainda mostrou apoio a carreira da irmã

Nesta quinta-feira, 08 de outro , durante entrevista à coluna de Patrícia Kogut, do jornal ‘O Globo’, Ellen Rocche, que está de volta na reprise de ‘Haja Coração’, na TV Globo, abriu o jogo sobre a vida pessoal.  Aos 41 anos, Ellen, se diz tranquila quando o assunto é maternidade.

-Publicidade-
Ellen fala sobre maternidade (Foto: Reprodução / Instagram @ellen_rocche)

Ellen, que terminou o namoro com o nutricionista Rogério Oliveira, conta que congelou os óvulos, apesar de não querer ser mãe atualmente. “Claro que as pessoas perguntam se tenho vontade de ser mãe, mas não sinto uma pressão. No momento, não quero, mas, para não me arrepender depois, decidi congelar os óvulos. Sou canceriana, bem família, amorosa… Eu gostaria de ter a experiência de gerar um filho e ver como é esse amor maior do mundo, como vejo amigas e pessoas próximas comentando”, disse.

Ao falar sobre família, a irmã da atriz, Iza Rocche, de 39 anos, é modelo, tem chamado a atenção nas redes sociais. Ellen conta que gostaria de vê-la seguindo a profissão. “Eu incentivo bastante. Dou a maior força. Falo: ‘Vai estudar teatro’. Ela é um pouco tímida. Não sei exatamente quais são os planos. Mas em time que está ganhando não se mexe, né? Ela tem trabalhado bastante”, contou.

-Publicidade-
Atriz apoia a carreira da irmã como modelo (Foto: Reprodução / Instagram @ellen_rocche)

Atriz ainda falou sobre os padrões de beleza e diz não se importar muito com isso. ” Sempre fui eu, no meu padrão. Nunca fiquei emagrecendo para papel, a não ser que a personagem pedisse. No caso da Marion de ‘Éramos seis’, por exemplo, eu estava com os músculos do braço bem definidos. Parei de treinar porque foi pedido pela direção, já que na época a mulher não tinha o corpo malhado. Mesmo no carnaval, não penso que preciso perder peso. Eu treino para ter condicionamento físico e atravessar a Avenida igual a um furacão sem ficar cansada. Acho que o padrão está na cabeça das pessoas”, começou.

E completou: “Pode ser clichê, mas a beleza vem de dentro. Se você está feliz, vai querer se cuidar. E todo mundo passa por fases, tem aqueles dias de enfiar o pé na jaca. Adoro fast food. Tenho paladar infantil. Óbvio que, para minha qualidade de vida, busco uma alimentação saudável no dia a dia. Se comer hambúrguer sempre, não vai prestar. Mas não sou radical. As pessoas se criticam e buscam tanto um padrão que vivem sofrendo por isso”, ressaltou.

-Publicidade-