Emocionante! Filha faz o próprio processo de adoção e surpreende o pai

Micheline Moura é filha adotiva Djalma Vitor de Araújo há 40 anos e ambos tinham o desejo de oficializar a família por lei

Resumo da Notícia

  • Filha fez surpresa para pai que a adotou há 40 anos;
  • Micheline oficializou a paternidade e contou ao pai, de 74 anos, de uma maneira especial;
  • A advogada usou uma camiseta contando a novidade a Djalma

Uma advogada decidiu surpreender a família de uma maneira especial: a bacharel em direito usou seus conhecimentos legislativos para oficializar a paternidade do homem que a criou! Micheline Moura fez o próprio processo e agora, Djalma Vitor de Araújo, de 74 anos, é o pai dela também no papel.

-Publicidade-

Para contar a novidade, Micheline usou as redes sociais para compartilhar o momento com a família, usando uma camiseta: “É meu pai de fato há anos… Mas agora também é de direito. A Adoção saiu”, dizia a frase estampada.

“Obrigado por me escolher, assim como eu te escolhi” […] “Agora eu sou oficialmente sua filha. Eu te amo”, diz o vídeo. “Obrigado por todo amor e dedicação”, complementa a filha no vídeo.

Micheline mostrando ao pai que a adotou há 40 anos que a adoção dela finalmente saiu
Micheline mostrando ao pai que a adotou há 40 anos que a adoção dela finalmente saiu (Foto: Reprodução/Instagram)

No Instagram, a mulher comemora a conquista e deixa uma mensagem de conscientização sobre a o processo no Brasil. “Depois de 40 anos, o homem que me criou se tornou oficialmente meu pai. Obrigada por tudo, Djalma Vitor de Araújo. Agora também sou Araújo. Adoção é um ato de amor. Adotem!”, escreveu Micheline na legenda da publicação.

Ao portal Só Notícia Boa, Micheline contou que sempre foi um desejo do pai oficializar a paternidade na justiça, e que Djalma gostaria de ter o nome da advogada em seus documentos. “Apesar disso já ser muito bem resolvido nas nossas cabeças, eu fiquei emocionada com a fala dele e resolvi fazer a surpresa”, conta a mulher.

A história de Micheline e Djalma

Micheline explica que, quando jovem, Djalma e a mãe biológica foram noivos. “Meu pai é carioca e eu Alagoana. Moramos da cidade de São Miguel dos Campos, há mais de 20 anos. A relação acabou e ela descobriu que estava grávida da minha irmã mais velha, mas ele não sabia”, disse a advogada.

O destino os separou por muitos anos. Mas quando eu tinha 9 anos de idade, Djalma reapareceu na vida de Micheline e da mãe biológica, e resolveu cria-la como filha legítima. “Ele tem 4 filhos de outros relacionamentos. 1 filha biologia com minha mãe, eu e mais uma surpresa… outra filha que eles adotaram ainda bebê”, explica.