Família

Entenda porque a vacina é a maior arma contra a gripe

Entre para o time de saúde. Vacine sua família contra a Influenza e fiquem protegidos

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

(Foto: iStock)

(Foto: iStock)

Você já ouviu falar sobre a influenza? Nós conhecemos essa doença como gripe. “Trata-se de uma doença viral aguda que acontece de maneira epidêmica, ou seja, altamente contagiosa e com graves riscos para a nossa saúde”, explica Nancy Bellei, mãe de Lucca e Giulia e infectologista da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI).

O vírus se espalha com facilidade, ele é transmitido através de secreções respiratórias. Por isso é bom sempre manter distância de pessoas que estão espirrando ou com sintomas de gripe. As campanhas de vacinação são direcionadas ao público mais suscetível à doença, mais conhecido como grupos de risco.

De acordo com a especialista, fazem parte desse time pessoas com mais de 60 anos, doentes crônicos, gestantes, mães no pós-parto, crianças maiores de 6 meses a menores de 5 anos, pessoas com deficiência, professores e profissionais da área da saúde.

O que estou sentindo?

Os sintomas são bastante comuns e podem ser confundidos com outras doenças, porém, o maior sinal de alerta sempre será a febre. Temperaturas acima de 38 graus que insistem ficar são preocupantes. Além deste, você também pode sentir dor de cabeça, dor de garganta, dores musculares e falta de ar.

Agora faz sentido por que o foco é a prevenção? Embora haja outros meios de se proteger, como evitar grandes aglomerações e lavar as mãos com frequência, a vacinação continua sendo a maneira mais eficaz.

A infectologista explicou que a vacina tem um tempo de imunidade de cerca de seis meses a um ano. Então, se você se vacinou no ano passado, precisa receber uma nova dose durante esta campanha. “E guarde esta informação: a vacina contra a influenza é diferente daquela contra febre amarela”, comenta. A primeira, citada pela especialista, é produzida com o vírus morto, proteínas virais que são tratadas em laboratório. O que isso significa? Não há contraindicação para pessoas com problemas imunológicos, como, por exemplo, aquelas que estão em tratamento contra o câncer. É melhor se vacinar!

 

Juntos pela campanha

(Foto: divulgação da campanha)

(Foto: divulgação da campanha)

A campanha de vacinação contra a gripe, promovida anualmente pelo Ministério da Saúde, começou no dia 23 de abril e vai até dia 1º de junho. Se você faz parte do grupo de risco, deve procurar as Unidades de Saúde mais perto da sua casa para se vacinar. Incentive a conscientização, comente sobre o assunto com seus colegas e familiares. Quanto mais pessoas compreenderem a importância da prevenção, melhor.

Com o clima de Copa do Mundo, ninguém melhor do que o nosso Rei, Pelé, para nos representar na hora de enviar uma mensagem ao país sobre a importância de se prevenir contra a gripe. A ideia é mobilizar as pessoas para fazerem parte do time da saúde e se vacinar contra a gripe. O objetivo do Ministério da Saúde é vacinar 90% dos grupos prioritários da campanha, o equivalente a cerca de 60 milhões de pessoas, especialmente as crianças e os idosos. Então, corre para espalhar a notícia! Você encontra mais informações no site: www.saude.gov.br/vacinagripe

Leia também:

3 passos para se proteger da gripe durante a gravidez

Você sabia que é possível tomar a vacina da gripe em casa?

Gripe e resfriado: aprenda a diferenciar

Você gostou desse conteúdo?

Sim Não