Escola do Rio de Janeiro adota linguagem neutra na sala de aula: “Querides alunes”

O colégio particular Liceu Franco-Brasileiro afirma que a decisão é uma forma de tornar a experiência escolar mais tolerante e inclusiva para os alunos

Resumo da Notícia

  • O colégio particular Liceu Franco-Brasileiro, localizado no Rio de Janeiro, declarou apoio institucional à linguagem de gênero neutra na escola
  • A decisão gerou polêmica na região e fez com que deputados do PSL protcolassem um projeto impedindo a adoção
  • A neutralidade no vocabulário é uma tentativa de causar maior igualdade e inclusão entre homens, mulheres e pessoas que não se identificam com nenhum dos gêneros

O colégio particular Liceu Franco-Brasileiro, localizado no Rio de Janeiro, publicou na última terça-feira, 10 de novembro, um comunicado declarando apoio institucional à linguagem de gênero neutra na escola. A decisão gerou polêmica na região e causou grande discussão entre pais, professores e alunos do estado.

-Publicidade-
A nota foi divulgada pelas redes sociais (Foto: Reprodução / Facebook)

A neutralidade no vocabulário é uma tentativa de causar maior igualdade e inclusão entre homens, mulheres e pessoas que não se identificam com nenhum dos gêneros. A nota divulgada pelo colégios aos pais dos alunos diz que a adoção da linguagem não será obrigatória entre professores e alunos.

Esquenta Black Friday

A Black Friday da Amazon está chegando! Para conferir os produtos que já estão com descontos incríveis em todas as categorias do site, clique AQUI! Você ainda pode ter frete grátis e promoções exclusivas ao se tornar um membro Prime! A assinatura é de apenas R$ 9,90 por mês e também garante entrega mais rápida, acesso a filmes, séries e desenhos animados. Inscreva-se e ganhe 30 dias grátis CLICANDO AQUI

-Publicidade-
O uso da linguagem não será obrigatório (Foto: Getty Images)

“A substituição de ‘queridos alunos’ por ‘querides alunes’, por exemplo, passa a incluir múltiplas identidades sob a marcação de gênero em ‘e’. Alternativas como ‘queridos alunos e queridas alunas’, igualmente, mostram-se viáveis ao evitar a representação de todos os gêneros exclusivamente pelo masculino”, diz o documento.

O comunicado gerou discussão no estado (Foto: Getty Images)

Após a grande repercussão da escolha, o Liceu Franco-Brasileiro publicou nas redes sociais na última quarta-feira, 11 de novembro, um novo comunicado sobre o assunto. A instituição disse que espera integrar questões debatidas na sociedade com ações deste tipo, tornando a experiência escolar mais tolerante e inclusiva. 

“Em comunicado recente, o colégio afirmou o respeito à autonomia de professores e alunos no uso da neutralização de gênero gramatical na escola. Em nenhum momento, informou que passaria adotar essa prática em avaliações e em sua comunicação oficial. Espaço de formação e de múltiplos diálogos, o colégio adota a discussão sobre questões expostas pela sociedade, que não podem ficar só extramuros”, disseram em nota.

10º Seminário Internacional Pais&Filhos

O 10º Seminário Internacional Pais&Filhos – Quem Ama Cria está chegando! Ele vai acontecer no dia 1 de dezembro, com oito horas seguidas de live, em formato completamente online e grátis. E tem mais: você pode participar do sorteio e ganhar prêmios incríveis. Para se inscrever para os sorteios, ver a programação completa e assistir ao Seminário no dia, clique aqui!

-Publicidade-