Escola é evacuada por horas após gato ser confundido com animal selvagem

O caso aconteceu em uma escola secundária da Pensilvânia, Estados Unidos

Resumo da Notícia

  • Na manhã de terça-feira, 1 de junho, uma escola secundária da Pensilvânia, EUA, foi evacuada;
  • Isso porque um lince foi visto em um vídeo da câmera de segurança;
  • Acontece, que na verdade, o animal visto era mais inofensivo do que parecia.

Na manhã de terça-feira, 1 de junho, uma escola secundária da Pensilvânia, EUA, foi evacuada depois que um lince foi visto em um vídeo da câmera de segurança. Acontece, que na verdade, o animal visto era mais inofensivo do que parecia.

-Publicidade-

O lince é uma espécie de filhote de tigre, mas são felinos um pouco maiores . Especialistas em vida selvagem foram chamados ao local, e passaram horas procurando o animal, mas o que encontraram era, na verdade, um gato doméstico normal.

Escola é evacuada após lince ser confundido com gato (Foto: Reprodução/ Instagram)

“Parece, quero dizer, é idêntico. Tem as cores de um lince, está faltando um rabo. Então, melhor errar por excesso de cautela. Queríamos ter certeza de que todos os alunos e funcionários estivessem seguros”, disse o agente responsável pelo caso aos jornais locais.

O gato é de uma raça exótica, que se assemelha ao lince. De acordo com os donos, o gato estava desaparecido havia mais de três meses, e depois da confusão, o pet pôde voltar para casa com a família.

Escola é evacuada após lince ser confundido com gato (Foto: Reprodução/ Instagram)

Gato cego é adotado por família

Dizem por aí que são as nossas diferenças que nos tornam especiais, e isso certamente é verdade no caso de Pico, um gato cego da floresta norueguês que vive no Canadá com os donos, Marie-Josee Brisson e a filha Monica, de 17 anos. Pico ficou muito diferente dos outros gatos depois que um glaucoma em ambos os olhos o deixou cego e com grandes olhos esbugalhados.

O gato, de 9 anos, costumava morar na rua. Quando vivia lá, acabou sendo atropelado por um carro e ficou em coma por três dias, depois de uma recuperação que foi contra o que a maioria dos médicos imaginavam. Marie-Josiee e Monica foram visitar o Pico quando ele ainda estava no hospital e imediatamente decidiram que iriam levá-lo para morar com elas, como dito pelo jornal Mirror. Rapidamente o animal conquistou a família e as redes sociais.