Família

Essa mãe tirou férias dos filhos e convida você a fazer o mesmo!

Elisa conta sobre a redescoberta do seu casamento e como lidou com a saudade das crianças

Gabrielle Molento

Gabrielle Molento ,Filha de Claudia e Pedro

Sem Título-1

Elisa Tawil, mãe de Cora e Josh e esposa de Marc, contou para a gente como foi sua experiência de tirar férias da família. Embora você possa olhar para esse relato com uma certa dificuldade de se identificar é bom pensar sobre o assunto.

Aqui na Pais&Filhos levantamos a bandeira de que mãe também é gente e não deve esquecer de si após o nascimento dos filhos. Leia o relato da Elisa:

“Aqui estou na reta final das minhas tão sonhadas férias, no escaldante Estado de Israel, ao lado do meu marido. Havia cinco anos (de oito que estamos casados e um total de nove juntos), que não passávamos esses 15 dias a sós. A Cora, nossa primeira filha, completará cinco anos em janeiro.

E a primeira vez a gente nunca esquece, não é mesmo? Pois esta é a primeira vez que fico tanto tempo longe da Cora e do Josh, meu caçula de dois e meio. “Ah, mas são só 15 dias, passa rápido”, alguns dirão. Pois é, passa rápido, mas é o que fazemos com a saudade, que aumenta exponencialmente a cada segundo?

Para ficar fora do País por este período, precisei organizar um cronograma de horários, atividades e responsabilidades. Não bastaram e-mails, telefonemas, conversas, explicações e planilhas de Excel. Deixei o Brasil com a parede do quarto das crianças coberta por um papel kraft de ponta a ponta com a explicação de cada dia: quem leva, quem busca, quem passeia o cachorro, quem dorme em casa…

Sem Título-2

Deixei dinheiro para a feira, a despensa cheia, orientações do cardápio e da farmacinha básica. Na porta da geladeira, estão telefones úteis e de eventuais emergências. O número da carteirinha do plano de saúde, os dados do pediatra. A chave e o documento do carro com tanque cheio para o traslado das crianças. Por fim, a promessa de que papai e mamãe voltam rápido e cheios de presentes.

Férias 1º tempo

A primeira semana de férias é a redescoberta do que podemos comer, e ir ao banheiro ou tomar banho na hora que quisermos, pelo tempo que precisamos e, pasmem, sozinhos! Imagine ir ao banheiro sem crianças ou mesmo o cachorro. Sim, isso existe!

Sem Título-4

Passear no shopping, escolher uma roupa que provei também foi uma conquista. Poder beber um drink com o Marc e curtir como se fosse uma lua de mel.

Sem Título-5

Sim, a primeira semana foi incrível. As crianças na colônia de férias, sol em São Paulo, os avós felizes em poder estar com as crianças.

Sem Título-6

Férias 2º tempo 

Aí vem a segunda semana. Volta às aulas… Cada loja em que entro só penso nas crianças. A cada chamada em vídeo, quero me teletransportar para abraçar, beijar e poder sentir o cheiro deles, ouvir as novidades do primeiro dia de aula, ajudar a fazer a mochila, escrever e ler a agenda.

Sem Título-7

Lembro de um trecho do filme Tully (2018, escrito por Diablo Cody) no qual Marlo (Charlize Theron) contracena com a babá que pede a ela um beijo de boa noite na bebê, pois, durante a noite ela iria crescer e acordar outra pessoa.

Bate aquela angústia de que eu poderia estar perdendo algum momento importante da vida deles, como a primeira vez que eles contracenaram no palco do clube no encerramento da colônia de férias. Que assisti pelo WhatsApp algumas horas depois muitas e muitas vezes.

Alguns dias antes de viajar, pude conhecer um grupo de mulheres que uma amiga reuniu e fez questão de me apresentar. Entre elas, uma jovem de 33 anos e com uma experiência de vida incrível. Ela teve a oportunidade de fazer um curso de quase dois meses na Casa Branca e conhecer o então presidente dos EUA, Barack Obama. Ela foi mesmo com seu filho tendo pouco mais de um ano, na época.

Sem Título-8

Quando me contou a sua história, eu fiquei me imaginando naquela situação. Será que eu conseguiria? Mas conhecer Obama e estar na Casa Branca é uma oportunidade única. Sem duvida, eu não deixaria passar. Cada mãe sabe o seu limite e aprende com ele a cada momento.

Aproveitamos nossas férias, meu marido e eu, com a certeza de que a felicidade maior e que o melhor ainda estava por vir. Chegar em casa com o abraço apertado das crianças, energia renovada e baterias recarregadas.

Sem Título-9

No elevador em São Paulo, subindo para encontrar Cora e Josh que ainda dormiram, as malas cheias de presentes, o nosso andar se aproximado, Marc me pergunta: por algum dinheiro do mundo você voltaria agora para o avião? Com toda certeza que tenho, respondi: “Nenhum”. Meu destino agora é a minha casa, com meus filhos. Até às próximas férias!

Sem Título-10

Leia mais:

Sim, cansa mesmo! Mãe faz relato sobre dificuldades do pós-parto

Relato de mãe: “Meus dois filhos foram diagnosticados autistas”

Relato de mãe: minha vida sexual era incrível enquanto eu estava grávida!