Estados poderão ter campanhas próprias de vacinação contra Covid-19: veja como irá funcionar

Após um pronunciamento do Ministério da Saúde, os municípios, estados e o Distrito Federal possuem autonomia para fazer os próprios planos de imunização, desde que a vacina esteja aprovada pela Anvisa

Resumo da Notícia

  • Veja como a medida irá funcionar
  • Os estados, municípios e o Distrito Federal possuem autonomia para fazer a própria campanha de vacinação
  • Vale lembrar que os imunizantes precisam ser aprovados pela Anvisa antes do uso

O ministério da Saúde definiu que os estados terão autonomia para montar as próprias campanhas de vacinação locais, desde que o imunizante seja aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Durante uma reunião, a pasta disse que os estados, municípios e o Distrito Federal poderão aderir as vacinas diretamente com os fornecedores.

-Publicidade-
Veja como funcionará o plano de vacinação no Brasil (Foto: Unsplash)

Para que o processo funcione, será necessário ainda que todos os locais registrem diariamente os dados de aplicação da vacina, além de eventos adversos para o sistema do Ministério, que está previsto na Medida Provisória das vacinas.

Em nota, foi pedido ainda “que estados e Distrito Federal sigam as diretrizes do Plano de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19”. Apesar das recomendações, ainda não existe uma data específica para o início da campanha. Até o momento, o único estado que já tem uma data fixa para o início da imunização é São Paulo, com previsão em 25 de janeiro.

Enxoval do bebê

Está preparando o enxoval ou a lista para o seu chá de bebê? Olha só essa novidade: você pode criar sua lista personalizada com produtos na Amazon, que pode ser compartilhada com amigos e familiares em várias plataformas. Além disso, você também pode ganhar 10% de desconto na compra na maioria dos itens! Saiba mais sobre a ferramenta e veja produtos para o enxoval do bebê CLICANDO AQUI. Para montar a sua lista, acesse AQUI!

Vacinação em Manaus

Em um pronunciamento na quarta-feira, 13 de janeiro, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou que a campanha de vacinação terá início ainda neste mês. “Vamos vacinar em janeiro e Manaus será também a primeira a ser vacinada. Ninguém receberá a vacina antes de Manaus. A vacina será distribuída simultaneamente em todos os estados, na sua proporção de população, e Manaus terá essa prioridade também”.

As doses da vacina serão distribuídas proporcionalmente (Foto: Unsplash)

Após a fala do ministro, o Ministério da saúde disse que a vacinação em Manaus irá acontecer de forma “simultânea e proporcional”, assim como em outros locais do país. Segundo a CNN, não haverá diferenças de data ou quantidades de doses em comparação a outras cidades. O que ocorre apenas é uma diferença de horário, devido ao fuso.