;
Criança

Estudo mostra que crianças educadas por casais gays se saem melhor na escola

E também têm mais chances de se formarem

Emily Santos

Emily Santos ,filha de Maria Teresa e Francisco

Crianças esbanjando sua criatividade nos desenhos (Foto: GettyImage)

Um estudo feito pela universidade belga KU Leuven comparou o histórico escolar de crianças criadas por pais gays e crianças educadas por casais héteros e revelou que, estatisticamente, filhos de pais homossexuais tendem a ter notas curriculares maiores do que as demais.

O estudo que foi publicado no The Wasington Post comparou 1.200 crianças educadas por casais gays e lésbicos e mais de 1 milhão de crianças educadas por pais héteros, estudantes do Ensino Fundamental e do Ensino Médio.

Além de notas maiores, as crianças dos casais homoafetivos também tinham quase 7% mais chances de se formarem.

Outra coisa considerada pelo estudo foi a classe social das famílias. “A pesquisa mostra que o status socioeconômico influencia positivamente no resultado da criança na escola”, disseram os pesquisadores no artigo. Neste cenário, eles compararam que, para obter a guarda da criança, os casais homossexuais precisam ter uma situação financeira estável, e por isso este aspecto é tão importante para o resultado da pesquisa.

O estudo completo está disponível aqui em inglês.

Leia também:

Estudo comprova que lar com pai ou mãe solo não prejudica a criança

Estudo explica porque as mães deveriam receber o dobro do salário de um engenheiro

Estudo explica porque os homens sofrem muito mais com a dor que as mulheres (e a gente já sabia)