Família

“Eu não aguentava minha casa e queria sumir”, desabafa mãe sobre período conturbado com o marido

Lívia Dutra compartilhou o acontecimento no Facebook pedindo ajuda

Ingrid Campiteli

Ingrid Campiteli ,filha de Sandra e Paulo

Lívia, nossa personagem, e a família (Foto: Arquivo Pessoal)

Não há dúvidas de que o Facebook é uma grande ferramenta de comunicação para todos, seja ele para diversão, trabalho ou até mesmo para trocas de experiências, como é o caso de grupos dentro da plataforma. As pessoas de um determinado grupo e gostos se unem para poder compartilhar histórias e até mesmo pedir ajuda!

Pais&Filhos conversou Mariana Bicalho, líder do grupo de maternidade chamado ‘Mommys‘. A mulher, mãe de Lucas e Laura, contou como funciona a plataforma e o quanto ela é importante para todas as mães, tanto aquelas de primeira viagem até as que já passaram por diversas experiências.

“A comunidade é uma rede de apoio. A maternidade é um momento muito lindo com muitos desafios e a maioria se sente muito sozinha, e a plataforma vem como apoio para suprir as necessidade e compartilhar as histórias”, disse Mariana sobre a importância da comunidade no Facebook.

Como toda rede social, o grupo também tem sua forma de funcionar. “Ele começou com apenas uma regra de bom senso, hoje em dia, existem mais regras para entrar, você precisa ser convidado por alguém que já está lá dentro. Nós não moderamos nenhuma postagem, publicam o que querem, é um ambiente com muita confiança. Eu sempre leio tudo, quando algo sai da regra e a gente apaga e conversa com a pessoa”, contou.

Além de poderem compartilhas as histórias, dúvidas e dores, as mães também podem participar de diversas atividades de acordo com os ideias principais do Mommys. “Nosso projeto tem sete pilares: Carreira, Primeiros cuidados, Vida social, Educação dos filhos, Relacionamento conjugal, Autocuidado e Gestão do lar. Dentro deles, nós fazemos eventos e geramos conteúdo, além de termos espaço físico para receber e fazer palestras e Workshops”, explicou.

Mariana, como mãe, participa da comunidade e para ela, é algo de muito orgulho.“Eu sou suspeita para falar. Eu descobri minha ambição, sou apaixonada pelo projeto, não só como líder mas como pessoa também. Com todas as minhas fases de mãe, tudo o que preciso ou precisei, eu busco no Mommys. Até porque, tudo começou quando fiquei grávida do meu primeiro filho Pedro”, disse.

O grupo tomou proporção enorme e de muita importância. Como foi o caso de Lívia Dutra, que logo após o nascimento do filho Eduardo, a mãe fez um desabafo na comunidade dizendo que as coisas não estavam muito fáceis entre ela e o marido, Alexandre. Foi então, que a partir da ajuda em restabelecer o relacionamento, Lívia teve o casamento salvo.

Atualmente Dudu tem cinco anos (Foto: Arquivo Pessoal)

A enfermeira entrou no grupo logo no início, mas para ela, sempre foi muito acolhedor.”Quando eu estava de mais ou menos seis meses de gestação eu fui colocada no grupo. Minha prima me colocou e eu comecei a dividir o finalzinho da gestação. Na época eram poucos participantes, há 5 anos, mas muito acolhedor”, contou. 

“Eduardo nasceu e tudo ficou meio conturbado. O parto de urgência, a chegada dele em casa. De repente você está com um filho que depende de você pra tudo. Eu errei na amamentação, não conseguia amamentar e meu marido, Alexandre, falava que era eu que não queria, que estava fazendo sacanagem. Desde então, nosso casamento ficou um pouco balançado. Apesar de ser um pai presente, nós começamos a nos estranhar”, explicou como tudo aconteceu.

“Eu queria mudar nele o que tinha que mudar em mim. Estava em um momento diferente e queria que ele me acompanhasse. Homem é difícil de entender e eu estava no auge dos hormônios, brigávamos por conta da casa e dinheiro porque parei de trabalhar por conta do Dudu”, disse.

Foi então, com hormônios em colapso e uma atitude que Livia decidiu fazer o desabafo.”Num dia do auge do stress estava emburrada, não queria fazer nada. Fui pro Mommys e falei que não estava mais aguentando. Foi um momento de desabafo, de desespero, eu não aguentava minha casa e queria sumir, tudo isso por um motivo idiota: Ele pegou um lixo e me levou para o banheiro enquanto estava tomando banho, para mostrar que não estava cuidando da casa”, contou.

Logo após o desespero, a mãe encontrou diversas mulheres que se identificarem e acolheram nessa situação tão delicada. “Depois do desabafo, muita gente se identificou. Comecei a conversar no inbox com diversas mães, lá tinha gente que rezava por mim, vinham até minha casa e marcava encontro com elas. Quando entrei no Mommys, fiz amizades, mas depois desse desabafo, tudo mudou. Estava me sentindo muito ruim, porém as meninas me incentivaram muito”, disse.

“Normalmente, quando passamos por esse momento, todo mundo fala pra gente separar que merecemos coisa melhor, mas lá todas diziam ‘Não faça isso, invista na família‘. Eu estava num pico de hormônio e hoje eu consigo ver que se não fosse o Mommys e as meninas, eu não teria mais meu casamento. Elas salvaram”, contou como é grata pela ajuda que recebeu das mulheres graças a comunidade.

“Foi primordial. Sabe quando alguém vem te dar a mão? Um norte? Eu sou muito grata a todas elas, hoje em dia são as minhas melhores amigas. Todas elas dão um ‘sacolejo’, te fazem voltar para a realidade”

Depois de toda ajuda que recebeu, tudo deu certo. Ela e Alexandre retomaram o casamento e estão super felizes e contentes com o Dudu.”Eu lembro exatamente do post, eu estava com o Dudu no colo, digitando o desabafo e as lágrimas caindo nele. Mas, depois que meu filho cresceu, deu tudo certo. Ele me ajudou e ajuda muito, é bem mais do que um pai pro meu filho, é meu melhor amigo e marido. O grupo salvou tudo”, disse.

Leia também:

Grávida quase perde a filha e texto de grupo no Facebook salva a vida da bebê: “Ela não estava mexendo”

Estudo compara nível de estresse de dois tipos de mães e o resultado não é surpresa

Os hormônios vão tirar você do eixo na gravidez. Mas relaxa, passa!

Fique por dentro do conteúdo do YouTube da Pais&Filhos: