Família

“Eu vi o carrinho, eu vi Matheus Gabriel, eu vi tudo. Até então, era só desespero”, disse Jonathan Azevedo sobre paternidade

O menino é fruto da relação do ator com uma amiga

Ingrid Campiteli

Ingrid Campiteli ,filha de Sandra e Paulo

Jonathan e o filho (Foto: Reprodução/Instagram)

Jonathan Azevedo acabou de ser pai pela primeira vez! Matheus Gabriel nasceu no último domingo, 06 de outubro, fruto de uma relação do ator com uma amiga. Em entrevista à QUEM, o pai explicou que tudo mudou com a chegada da criança. “Antes dele chegar, meu mundo já mudava todos os dias, agora se transformou. Não consigo nem falar, estou bobo, apaixonado mesmo. Fico com ele no meu colo e só fico chorando e sorrindo”, contou.

A chegada de um bebê é sempre muito especial. Jonathan explicou que a responsabilidade aumentou mas, o amor e carinho também. “Aumenta a responsabilidade, mas aumenta também o amor, o carinho. Aumentou tudo dentro de mim. Ele tem cinco dias, está no meu colo, e me ensina. A cada momento que eu viver com ele eu vou aprender mais sobre amor, afeto, cuidado e compaixão. Mas ainda não consegui assimilar. Só consigo cuidar e dar todo cuidado e viver cada segundinho que puder perto dele. Já saio querendo voltar”, disse.

Sobre ser pai pela primeira vez, o ator contou que sempre quis. “Queria. Mas nesse ritmo do ‘um dia vou ser pai, um dia vou estar estruturado’. Ao mesmo tempo, estava fazendo (sexo) sem camisinha. Veio o filho. Falei ‘pô, antecipei, chegou agora, valeu’. Eu e a Patrícia sempre fomos amigos e muito abertos um com o outro. Nunca fomos namorados. Primeiro, pensei ‘tenho que acalmar ela’. Acalmei ela. Aí falei ‘e agora, como é que eu me acalmo?’. Fiquei ansioso e assustado. Fui em consulta, ultrassom, me emocionava ouvindo o coração bater. Mas a ficha caiu mesmo fazendo o enxoval. Quando eu vi o carrinho, eu vi Matheus Gabriel, eu vi tudo. Até então, era só desespero. Tenho tudo para ser um bom pai. Criança, para mim, é primordial. Não é o principal. É primordial”, explicou.

Pelo fato de ter tido um filho com uma amiga, Jonathan contou como funcionará a criação do Matheus Gabriel e além disso, ele disse que conhece sim outras pessoas que vivem nesse modelo de família, apesar de, muitas vezes, não assumirem.

“A Patrícia mora perto de mim e tem toda a estrutura em casa para cuidar dele. Falei desde o começo que eu quero fazer parte disso, também. Eu tenho a chave da casa dela, mesmo antes do meu filho nascer. É fora de cogitação eu não me fazer presente”, disse.

Conheço muita gente, mas eles não assumiram desde o início que era melhor serem amigos. A diferença é só essa. Eu e a Patrícia conseguimos entender que o amor maior tem que ser pela criança. Tudo que tem que ser feito, ou de mim em relação a ela, ou ela em relação à minha pessoa, é para o bem-estar do nosso filho. A gente não está abrindo mão da nossa relação porque ela vai ter que acontecer (como pais). Nunca vamos abrir mão do nosso amor pelo nosso filho. Vou ter que cuidar, como qualquer pai cuida. Eu vou ter que estar junto. E ela também, como qualquer mãe. Sim, somos uma família diferente. E tem muitas famílias tradicionais que não conseguem alcançar o nível de carinho, de amor e de afeto que a gente tem. Posso falar por mim, que sou filho adotivo”, contou.

Leia também:

Nasceu! Jonathan Azevedo comemora a chegada do seu primeiro filho

Jonathan Azevedo fala sobre expectativa para chegada do primeiro filho

Jonathan Azevedo será pai pela primeira vez de um menino