Ex de DJ Ivis dá detalhes de como era a relação: “Já me deixou sem comida e sem dinheiro”

Em áudio divulgado para o colunista Léo Dias, Pamella deu detalhes sobre a vida caótica que levava ao lado do marido

Resumo da Notícia

  • Pamella deu detalhes sobre a vida que levava ao lado de DJ Ivis
  • Em áudio concebido ao colunista Léo Dias, a mãe de Mell contou que chegou a ficar sem comida e dinheiro por causa do marido
  • Ela ainda contou que o comportamento do marido era impaciente e explosivo
  • Pamella disse que foi agredida pela primeira vez quando ainda estava grávida

Pamella contou sobre a vida caótica que levava ao lado de DJ Ivis, em áudio concebido para o colunista Léo Dias. Nele, a mãe de Mel – de apenas 9 meses – contou que o comportamento do marido é agressivo, impaciente e explosivo – bem diferente do que mostra nas redes sociais. Além disso, detalhou que foi agredida pela primeira vez enquanto ainda estava grávida, que chegou a ficar sem comida e dinheiro por causa do marido e que foi instruída pela sogra a ficar calada.

-Publicidade-

A primeira vez que ele me bateu foi quando eu estava grávida. Ele é extremamente explosivo e agressivo. É um cara que não tem paciência com nada e explode com tudo. Ele não é nada do mostra e aparenta nos stories dele todo alegre. Ele é assim com todo mundo, e todos sabem”, começou a gravação. “Me batia dentro de casa, me deixava sem dinheiro, cartão e comida. Barrava até a farmácia na portaria”, ainda contou.

 

Pamella contou que ficava sem dinheiro por causa do marido (Foto: Reprodução/ Metrópole)

E isso não é tudo. Pamella ainda contou que descobriu traições do marido – e que foi culpada por isso. “Eu sempre pegava ele em conversa com outras mulheres, até dentro do banheiro em chamada de vídeo. Um dia deitei com ele na cama e resolvi mostrar o print da traição que rolava em grupos do WhatsApp. Foi na hora que ele quebrou meu telefone, jogou na porta e veio pra cima de mim”, contou.

As contas ficavam zeradas e Ivis quebrou o celular de Pamella (Foto: Reprodução/ Metrópole)

“Tentou me estrangular no banheiro e na cama. E o tempo todo dizendo que iria fazer uma besteira, que iria me matar. Me deu uma cotovelada no olho, me encheu de socos nas costas. Fiquei cheia de hematomas”, detalhou Pamella. “Ele quebrou meu telefone, me espancou, a mãe e a babá ouviram. A mãe dele chegou a dizer que não tinha nada em meu olho e que eu ficasse calada, porque eu tinha tudo”.

Pamella abriu o jogo sobre a situação nas redes (Foto: Reprodução / Diário do Nordeste)

Sobre o caso, Pamella usou as redes sociais para desabafar sobre a crise familiar. “Quero e preciso agradecer todo o apoio que estou recebendo. Dizer que não estou bem, mas que estou segura. Eu e minha filha”, inicialmente agradeceu. Depois, desabafou, “Hoje o meu choro é de alívio por ter certeza que Deus está conosco, que nunca mais vou viver o que vivi e que não preciso mais fingir para ajudar ninguém”, declarou, nos stories do Instagram.