Família aumenta de 6 para 15 pessoas e mãe não separa irmãos que foram adotados

Na hora da adoção mas o coração falou mais alto

Sidneia e sua família de 15 irmãos (Reprodução: G1)

Sidneia da Silva Vieira, 31 anos, mora com o marido em uma chácara em Itaquaquecetuba, na Grande São Paulo. O que antes era uma família de 6 filhos, virou de 15 ao adotar 7 irmãos que não queriam ser separados.

-Publicidade-

Os 7 irmãos vieram de uma prima distante que pediu ajuda quando as crianças foram levadas para um abrigo. Sidneia achava que era apenas uma criança, mas foi surpreendida. Depois do susto, percebeu que não tinha como separar os irmãos e resolveu adotar todos.

Por incrível que pareça, a família é sustentada pelo marido, Jumauro Antônio Vieira, de 40 anos. Ele recebe um salário mínimo por mês e faz bicos para manter as 15 pessoas em casa. Para encher as panelas, eles contam com a ajuda de uma igreja e uma professora, ainda costumam tirar um pouco do que recebem para ajudar a manter uma associação no bairro onde moram. Essa família é a prova definitiva de que amor se paga com amor, que exemplo!

-Publicidade-

Leia também:

Novo Cadastro de Adoção é lançado em agosto; entenda o que muda

Relato de adoção: “Ele sempre foi nosso filho, só demoramos para nos encontrar”

Após troca de bebês na maternidade, mãe assume as duas crianças

-Publicidade-