Família de Tom Veiga se revolta com testamento após ex-mulher do ator ficar com metade dos bens

O intérprete de Louro José, que faleceu em novembro de 2020, fez testamento dividindo seus bens entre os 4 filhos e a última mulher, Cybelle, Hermínio, com quem ficou casado por apenas 7 meses

Resumo da Notícia

  • O intérprete de Louro José faleceu em novembro de 2020 e deixou um testamento dividindo seus bens entre os quatro filhos e sua última esposa
  • A família do ator que anular o documento, já que Cybelle e Tom ficaram casados por apenas 7 meses e já estavam separados
  • Tom morreu no dia 1 de novembro de 2020 e o divórcio de Cybelle havia sido marcado para quatro dias depois

Cinco meses após a morte de Tom Veiga, o testamento do ator vem causando polêmica. Isso porque o intérprete do Louro José deixou metade de seus bens em nome da ex-mulher, Cybelle Hermínio, e a outra metade para ser dividida entre os quatro filhos, frutos de seus dois casamentos anteriores.

-Publicidade-
Tom Veiga ao lado da ex-muher, Cybelle Hermínio (Foto: Reprodução Facebook/ Tom Veiga/Louro José)

Segundo informações do jornal Extra desta sexta-feira (2), a família do ator que anular o documento. Vale lembrar que Tom Veiga e Cybelle ficaram casados por apenas sete meses. Eles começaram a namorar no início de 2019 e a empresária foi apresentada a todos no aniversário dele, em fevereiro. Em maio do mesmo ano, segundo amigos, ele fez uma série de exames e descobriu que tinha alguns nódulos no pulmão e se preocupou. Foi quando Tom decidiu que iria fazer um testamento. “Ninguém levou muita fé e disse que era uma bobagem isso. Só soubemos que realmente ele havia lavrado o documento no dia de seu velório”, conta um amigo do ator.

Tom Veiga interpretava Louro José no programa Mais Você (Foto: Reprodução Instagram @anamaria16)

Divórcio de Tom e Cybelle

Uma pessoa próxima revelou que Cybelle queria o divórcio de Tom o quanto antes. “Até por quê os dois não se separaram numa boa”, diz uma pessoa próxima: “Tem muitos áudios e prints dela falando com os advogados dele que era para andarem logo com a papelada do divórcio porque ela queria se livrar dele logo”.

Segundo o Extra, um mês antes da separação, em setembro de 2020, Tom e Cybelle foram até o cartório para fazerem a troca do documento de união estável, que haviam assinado em dezembro de 2019, pela certidão de casamento, com regime de separação total de bens. A cerimônia religiosa aconteceu seis meses antes. “Ninguém consegue entender os motivos que levaram Tom a trocar essa documentação. Não tem sentido se casar poucos dias antes de separar”, comenta um parente, que não deseja se identificar. Tom morreu no dia 1 de novembro de 2020. O divórcio havia sido marcado para quatro dias depois.

Mãe dos filhos de Tom Veiga

Recentemente, em um desabafo nas redes sociais, Alessandra Veiga, ex-mulher de Tom Veiga, esclareceu algumas dúvidas dos seguidores e rebateu críticas que tem sofrido. Ela reafirmou que os dois estavam marcando um reencontro – ela mora nos Estados Unidos. “A gente ia conversar (pessoalmente). Estávamos conversando por telefone. Estávamos num relacionamento à distância. Eu era uma nova Alessandra e ele era um novo Tom. Ele tinha passado por outras situações e eu também. E ainda não sabíamos se íamos gostar desse novo Tom e dessa nova Alessandra”, explicou.

O casal se separou em 2018 (Foto: Reprodução/ Facebook)

Alessandra também opinou sobre a fortuna do ator. “Tudo o que tem de bem material, a metade é minha. Porque desde quando a gente se divorciou (em 2018) não resolveu. Não foi dividido. Nada foi dividido”, explicou.