Família denuncia polícia militar após ter a casa invadida sem mandado judicial: “Já é a 11ª vez”

O dono do imóvel instalou uma câmera na sala da casa para poder flagrar e, finalmente, denunciar as aparições frequentes sem mandado judicial da polícia militar

Resumo da Notícia

  • Uma família denunciou abusos de poder por parte da polícia militar no Rio de Janeiro
  • Ela teve a casa invadida 11 vezes dentro de um período de 4 meses sem um mandado judicial
  • As imagens mostram dois policiais militares revirando o local

Na última segunda-feira, 7 de fevereiro, policiais militares invadiram uma casa de família na comunidade Vila Aliança, na zona oeste Rio de Janeiro, e reviraram o local sem ter um mandado judicial. Uma câmera na sala registrou o momento em que o caso acontece.

-Publicidade-

De acordo com a família que mora no local, essa não é a primeira vez que o problema acontece. “Em quatro meses, já é a 11ª vez que eles vão na minha casa. Eu não tenho nenhum mandado de prisão, nenhum mandado de busca e apreensão, entendeu? Sou uma pessoa limpa, trabalho, minha esposa também”, disse o morador ao G1.

Ainda de acordo com o dono do imóvel, a câmera foi colocada para flagrar e poder denunciar o abuso de poder por parte da polícia militar. As imagens, exibidas pelo Fantástico, mostram todo o momento em que o imóvel é invadido, revirado e também exibe a conversa dos dois policiais.

As imagens foram registradas por uma câmera instalada pelo próprio dono da casa após inúmeras invasões da polícia militar
As imagens foram registradas por uma câmera instalada pelo próprio dono da casa após inúmeras invasões da polícia militar (Foto: Reprodução G1 / Fantástico)

“Cheio de jogo maneiro que o meu filho ia gostar aqui”, disse um policial durante a invasão ao se deparar com um videogame. Após encontrar uma caixinha de som, ele também faz outro comentário. Os dois chegam a abrir coisas e rasgar embalagens.

“Eu e a minha esposa, a gente tem um pouco de medo. Tem muito medo de represálias futuras. Inclusive, a gente pensa já num projeto de estar se mudando para evitar que isso aconteça futuramente”, desabafou o dono da casa.

Ivan Blaz, porta-voz da Polícia Militar, se pronunciou sobre o caso: “Essa é uma situação muito séria, a denúncia é grave. A corporação vai agir com velocidade. Temos ali uma ação totalmente inadequada e inaceitável. Uma vez que entraram na casa dos moradores sem um mandado de busca e apreensão ou sem uma conduta de flagrante delito é algo inaceitável nos dias de hoje”.