Família é avisada que parente está viva um dia após enterrar o corpo errado

O erro aconteceu em Santa Cruz depois que o hospital confundiu as pacientes que tinham o mesmo nome

Resumo da Notícia

  • Uma família descobriu um dia depois do enterro que havia sepultado a idosa errada acreditando ser uma parente que na verdade estava viva
  • O caso aconteceu em Santa Cruz, no Sertão da Paraíba
  • O hospital trocou a identidade de duas pacientes que tinham o mesmo nome: Maria França de Andrade.

Uma família descobriu um dia depois do enterro que havia sepultado a idosa errada acreditando ser uma parente que na verdade estava viva. O caso aconteceu em Santa Cruz, no Sertão da Paraíba, após o hospital trocar a identidade de duas pacientes que tinham o mesmo nome: Maria França de Andrade.

-Publicidade-
A senhor ade 76 anos já voltou para casa (Foto: Reprodução / G1)

Segundo informações do G1, como a parente estava internada com Covid-19, a família não fez o reconhecimento do corpo e realizou o velório com o caixão lacrado. No dia seguinte, receberam uma ligação do Hospital Regional de Piancó pedindo para que comparecessem ao local. Lá, os diretores informaram sobre o engano.

A administração do hospital disse à família que se tratou de um erro humano causado pela semelhança entre os nomes. Após a confusão, a idosa de 76 anos recebeu alta e agora está em casa.

-Publicidade-

Família ficou abalada

A senhor ade 76 anos já voltou para casa (Foto: Reprodução / G1)

“Foi um abalo muito grande para a família e eu quero aqui dizer que sirva de orientação, que quando for fazer um procedimento desse, que preste mais atenção. Do jeito que aconteceu com nossa família, pode acontecer com outra pessoa”, disse Vigílio Silva, que é neto da paciente.

“Foi um momento muito difícil para a gente, pois toda vida fomos muito unidos com minha avó. Ela criou a gente com o maior carinho e fez de tudo pela gente, e fizeram a gente pensar que ela estava morta. Graças a Deus ela já está em casa”, finalizou.

-Publicidade-