Família é expulsa de voo após filha de 2 anos retirar a máscara para se alimentar

O caso aconteceu nos Estados Unidos e o momento foi registrado em um vídeo e compartilhado nas redes sociais

Resumo da Notícia

  • Família é expulsa de voo após filha de 2 anos retirar a máscara para se alimentar
  • O caso aconteceu nos Estados Unidos
  • O momento foi registrado em um vídeo e compartilhado nas redes sociais
  • Depois do ocorrido, a família pôde embarcar novamente

Um vídeo recente que viralizou na web mostra o momento em que um funcionário da Spirit Airlines retira uma família de um avião na Flórida, nos Estados Unidos. Nas imagens, a funcionária explica que a família precisa sair da aeronave porque a filha, de 2 anos, não estava usando máscara. De acordo com o que foi informado pelo jornal NY Post, os passageiros do voo que seguia de Orlando para Atlantic City, em Nova Jersey, foram forçados a sair do avião antes de serem autorizados a embarcar novamente.

-Publicidade-
Família é expulsa de voo após filha de 2 anos retirar a máscara para se alimentar
(Getty Images)

Nas imagens, é possível ver a criança que estava sem a máscara se alimentando no colo da mãe, que estava grávida enquanto o homem conversa com a comissária de bordo. A funcionária explica que a família precisa se retirar por não estar cumprindo as regras de segurança da companhia. “Ela não está usando máscara”, disse apontando para a criança.

A mãe, então, entra na conversa. “O bebê?”, pergunta ela. Uma mulher que estava sentada ao lado deles tenta ajudar, alegando que “muitas crianças não usam máscaras”. “Você está sentada ao meu lado. Eu estava usando a máscara o tempo todo? Eu estava usando a máscara o tempo todo, todo mundo?”, continua o pai. “Ela é apenas uma criança de 2 anos”, completa a mãe.

“Não é minha escolha. Você tem que pegar suas coisas e descer”, continua a funcionária, explicando que precisou fazer isso pois a família não estava seguindo as regras impostas devido à pandemia de coronavírus. “Ela é um bebê. Ela acabou de fazer 2 anos há um mês. Ela está tentando usar a máscara”, retruca, ainda, a mãe.

O NY Post entrou em contato com a empresa Spirit Airlines depois do ocorrido, que explicou que a família foi retirada da aeronave porque “violaram a política de proteção com a máscara facial da companhia aérea e que sua violação não foi capturada pelas câmeras”. No fim das contas, a família foi avisada e autorizada a embarcar novamente no voo. Assista o vídeo abaixo: