Família encontra cobra extremamente venenosa escondida embaixo de árvore de Natal

Imagina o susto! Felicity Richards, uma mãe que mora na Austrália e acordou no meio da noite com os latidos dos cachorros da família, que encontram uma cobra-cabeça-de-coral no meio dos presentes

Resumo da Notícia

  • Uma família encontrou uma cobra dentro de casa, embaixo da árvore de Natal
  • O caso aconteceu na Tasmânia
  • A cobra encontrada era extremamente venenosa

O Natal costuma ser um momento de tranquilidade e sinônimo de alegria para muitas famílias. A decoração, a ceia, a troca de presentes… tudo contribui para ser uma época divertida e cheia de lembranças boas. Mas, para uma família da Tasmânia, na Austrália, essa época trouxe um susto muito grande!

-Publicidade-
A cobra apareceu embaixo da árvore de Natal da família (Foto: Reprodução Facebook)

Felicity Richards, mãe da família, acordou no meio da noite com o latido dos cachorros que moram com eles. A ideia de denunciar o intruso funcionou, mas Felicity achou que o visitando seria um coelho ou até mesmo um rato. Era bem mais grave: uma cobra-cabeça-de-coral, espécie extremamente venenosa, escondida no meio dos presentes que estavam dispostos embaixo da árvore de Natal.

Antes mesmo de saber qual era o animal para quem os cachorros da família estavam latindo, Felicity contou à ABC News que ela se levantou e foi até a cozinha pegar a maior panela que tinha para tentar capturar o invasor. “Tive que tirar algum tempo para organizar meus pensamentos e me acalmar”, ela disse.

Muito corajosa, Felicity se abaixou e começar a mover os presentes de lugar para conseguir prender a cobra dentro da panela. Apesar do risco que corria, felizmente tudo correu bem e assim que a visitante estava contida, ela foi acordar a filha de 13 anos, Ella, para contar o que havia acontecido e mostrar o animal capturado.

A cobra apareceu embaixo da árvore de Natal da família (Foto: Reprodução Facebook)

“Ela adora cobras e teria ficado muito chateada se não pudesse ver a que apareceu em casa”, contou à emissora de televisão. A menina, além de ficar muito contente em ver o animal, aproveitou o momento para dar um apelido ao bicho: Ryan.

Seguindo o conselho de Justin Kneebone, do Resgate de Répteis da Tasmânia, mãe e filha mantiveram a cobra confinada até a manhã seguinte, quando especialistas foram até a casa delas para cuidar do caso. “A pior coisa é ter uma cobra em casa se você a perder de vista e não souber onde ela está, porque isso pode causar todos os tipos de problema”, contou.