Família guarda desenho de Van Gogh por mais de um século e obra é exibida pela primeira vez

Os visitantes de um museu em Amsterdã poderão conhecer o desenho até o dia 2 de janeiro de 2022

Resumo da Notícia

  • Nessa semana, um museu de Amsterdã homenageou o pintor Vincent van Gogh ao expor uma obra até então desconhecida do artista;
  • O quadro foi guardado por mais de 100 anos em um acervo familiar;
  • Os visitantes poderão conhecer o desenho até o dia 2 de janeiro de 2022.

Nessa semana, um museu de Amsterdã homenageou o pintor Vincent Van Gogh ao expor uma obra até então desconhecida do artista, guardada por mais de 100 anos em um acervo familiar. De acordo com a AFP, os visitantes poderão conhecer o desenho até o dia 2 de janeiro de 2022.

-Publicidade-

A imagem foi cedida por uma família holandesa que guardou a obra por quase um século. Em uma moldura glamurosa, aparece o desenho de um trabalhador em uma cadeira com as mãos no rosto. Fora do ambiente familiar, a obra nunca foi vista publicamente.  Por esse motivo, pesquisadores do museu dizem que a obra tem “valor incalculável”.

Desenho de Van Gogh é guardado por um século
Desenho de Van Gogh é guardado por um século (Foto: Reprodução/ AFP)

Van Gogh foi um pintor pós-impressionista holandês. Considerado uma das figuras mais famosas e influentes da história da arte. Ele teve uma carreira curta, porém chegou a pintar mais de 700 obras. O artista, que foi considerado mal compreendido, viveu até 1890.

Desenho de Van Gogh é guardado por um século
Desenho de Van Gogh é guardado por um século (Foto: Unsplash)

Menina é convidada para expor no Louvre com quadros pintados a mão

Uma pequena de 4 anos recebeu um convite internacional para expor seus quadros, pintados com as mãos, no museu do Louvre, em Paris, na França. A garota viralizou nas redes sociais e foi reconhecida como artista plástica.

Manu Martins, vive em Assis, interior de São Paulo e de acordo com o G1, a exposição, que reúne obras do mundo inteiro, vai ser realizada em outubro de 2022. Entretanto, a casa da pequena artista, aos poucos foi se transformando em um ateliê.

Conforme a Manu foi se acostumando com as telas, o trabalho foi evoluindo, e a família quis dividir o resultado com amigos nas redes sociais. A menina recebeu até um convite para expor seu trabalho no Louvre.