Família que se jogou de prédio na Suíça acreditava em teorias da conspiração, segundo polícia

4 membros da mesma família se jogaram se um prédio na Suíça, o adolescente de 15 anos sobreviveu, a polícia está considerando o crime como ‘suicídio coletivo’

Resumo da Notícia

  • 4 membro da mesma família se jogaram de um prédio na Suíça
  • A polícia acredita se tratar de um suicídio coletivo
  • Os vizinhos contaram que a família era bem discreta e vivia isolada da sociedade

Uma família francesa se jogou de um prédio na cidade de Montreux, na Suíça, na última quinta-feira (24). Os membros da família foram identificados como um homem de 40 anos, a mulher dele, de 41 anos, uma filha do casal de 8 anos e a irmã gêmea da mulher. Um quinto membro da família, um jovem de 15 anos, sobreviveu e foi levado para o hospital com ferimentos graves. Ele se encontra em coma.

-Publicidade-

A polícia está considerando o caso como ‘suicídio coletivo’ pois não encontraram resquícios de violência no apartamento, ou nada que indicasse outro crime. Segundo as autoridades, os membros da família eram adeptos a teorias da conspiração e viviam isolados da sociedade.

A polícia considera o crime como suicídio coletivo
A polícia considera o crime como suicídio coletivo (Foto: Reprodução/Reuters)

De acordo com a polícia, a família estocava comida em casa. Apenas a irmã gêmea da mãe trabalhava fora e as crianças não frequentavam a escola.  “Todos os elementos sugerem que tinham medo das autoridades intervirem em suas vidas”, disse a polícia em nota.

Um vizinho afirmou ao jornal suíço Le Temps que a família era “discreta” e se mudou para o prédio há três anos. “Você não ouvia nada deles. O pai nunca me cumprimentou no corredor e encomendava vários pacotes quase todos os dias. Notei um forte cheiro de incenso nos últimos dias”, disse Claude Rouiller.