Família sepulta corpo errado no lugar de idoso e só é avisada 2 meses depois

A situação aconteceu no cemitério Agapó, em Natal. O sepultamento de Cícero Gomes aconteceu no dia 6 de janeiro, contudo, foi apenas na última terça-feira, 8 de março, que a família foi informada pelo errado

Resumo da Notícia

  • Família sepulta corpo errado de idoso e só percebe 2 meses depois
  • A situação aconteceu no cemitério Agapó, em Natal
  • O sepultamento de Cícero Gomes aconteceu no dia 6 de janeiro, contudo, foi apenas na última terça-feira, 8 de março, que a família foi informada pelo errado

Uma família enterrou o corpo de um idoso errado e só percebeu o ocorrido apenas 2 meses depois. O caso aconteceu em Natal, no cemitério do Igapó. O grupo realizou o sepultamento de Cícero Gomes no dia 6 de janeiro, contudo, foi apenas na última terça-feira, 8 de março, que foi avisado pelo Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) sobre o ocorrido.

-Publicidade-

Cícero Gomes faleceu em decorrência de um câncer, e a família realizou a cerimônia de sepultamento após a morte do idoso. Contudo, nessa semana, o filho de Cícero recebeu a ligação do Itep, alegando que eles haviam sepultado outro homem no lugar de Cícero – que teve o velório com o caixão fechado.

A família terá que realizar outro enterro
A família terá que realizar outro enterro (Foto: Getty Images)

“Foi toda a família para o enterro. Já estava amenizando (a dor do luto), mas agora vai ser outro sofrimento, porque vamos ter que fazer outro”, comentou o filho, em conversa com o G1.

O Itep se pronunciou sobre o ocorrido, e alegou que no dia da liberação do corpo de Cícero, haviam ainda dois outros corpos sem identificação no cemitério. A família, então, sepultou um deles no lugar do idoso.

“O Itep arcará com todos os custos referentes ao enterro e lamenta que a família tenha passado por tal situação, que não condiz com o trabalho de excelência que o órgão procura oferecer para a população”, informa a nota.