Familiares da primeira vítima do coronavírus não conseguem fazer teste em São Paulo

Os país e as irmãs do homem que morreu de coronavírus, ainda não conseguiram ser testados em São Paulo. Todos eles apresentam fortes sintomas da doença

Resumo da Notícia

  • Homem que morreu por coronavírus teve contato com familiares
  • Todos os 5 que tiveram contato com ele estão com fortes sintomas
  • Nenhum deles conseguiu ser testado para o novo vírus
  • O teste foi negado por hospital em São Paulo

-Publicidade-

O homem de 62 anos que teve a morte confirmada por coronavírus , morava com sua família na região do Paraíso, São Paulo. O paciente que fazia parte do grupo de risco, sofria de diabetes e hipertensão, e por isso acredita-se que seu caso foi mais severo. No entanto sua família, que afirma ter os mesmos sintomas, ainda não fez testes.

De origem humilde, a vítima que começou a sentir fortes sintomas por quatro dias, foi internado no Hospital Sancta Maggiori na zona sul da capital paulista. De acordo a sua família, ele acabou desenvolvendo uma forte pneumonia e por isso faleceu na manhã de segunda-feira e foi enterrado no dia seguinte.

-Publicidade-

O paciente foi acompanhado pelo pai de 83 anos, a mãe de 82 anos e duas irmãs de 60 e 55 anos. Todos eles afirmam estarem com febre, dificuldades para respirar e muito desconforto.

As irmãs que ainda não foram testadas, conseguiram ser atendidas e internadas no Hospital Brigadeiro, da rede estadual. No entanto o mais velho deles, o pai, tentou fazer o teste no mesmo hospital que seu filho, e teve pedido recusado. Ele está em casa se tratando com antibióticos.

Infelizmente mesmo depois de terem perdido um parente para o vírus, os hospitais da região ainda não conseguem prestar os serviços adequados para o tratamento. Esperamos que todos da família melhorem e recebam apoio o mais rápido possível.

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!