Famosos se revoltam com vídeo de DJ Ivis agredindo ex e manifestam apoio à Pamella Holanda

Diversos cantores e atores se manifestaram sobre o assunto nas redes sociais

Resumo da Notícia

  • Famosos se revoltam com vídeo de DJ Ivis agredindo ex e manifestam apoio à Pamella Holanda
  • Diversos cantores e atores se manifestaram sobre o assunto nas redes sociais
  • Os vídeos da agressão vieram à público no último domingo, 11 de julho

Diversos famosos usaram as redes sociais nesta segunda-feira, 12 de julho, para se manifestarem à respeito do caso do DJ Ivis, prestando apoio à Pamella Hollanda, que foi agredida pelo DJ. A arquiteta divulgou no último domingo, 11 de julho, imagens que foram feitas pelas câmeras de segurança da casa da família em março deste ano. Nos vídeos, ela aparece sendo agredida pelo DJ, com tapas, socos e chutes. Tempos depois, Ivis confirmou as agressões, mas disse que as imagens foram cortadas. O DJ alegou que a arquiteta tinha problemas psicológicos com tapas, socos e chutes.

-Publicidade-

Muita gente se revoltou com a situação e logo as redes sociais ficaram repletas de depoimentos sobre o caso. Muitos famosos, inclusive, decidiram se manifestar contra a ação de Ivis. O cantor sertanejo Zé Felipe decidiu tirar do ar uma música que tinha em parceria com Ivis.

(Foto: reprodução / Instagram @djivis / @zefelipecantor)

Xand Avião também se manifestou. O cantor, que é dono da produtora Vybbe, anunciou nas redes sociais que o DJ foi desligado da empresa logo que o caso veio à tona. “É uma coisa muito séria. Não admito nem compactuo com nenhum tipo de violência, ainda mais contra uma mulher. Nada explica. Quero dizer que já designei minha equipe para falar com a Pamella, para ajudar no que ela precisar. Estou muito triste pois todo mundo sabe da minha ligação com o DJ, mas nada justifica violência, ainda mais contra uma mulher. Como todo mundo sabe o DJ faz parte da Vybbe, mas infelizmente não tem como ele continuar na nossa empresa”, contou ele, prestando apoio à Pamella.

Marília Mendonça também falou sobre o assunto e comentou a alegação do DJ sobre os supostos problemas psicológicos de Pamella, dizendo que nada justifica ações violentas como as vistas nos vídeos divulgados. “É inaceitável, intragável e brutal. Que seja exposto e protestado até que alguém que cometa tais atos não tenha nem sequer oportunidade de tentar se justificar. A culpa nunca será da vítima”, escreveu ela.

Solange Almeida decidiu compartilhar um vídeo falando sobre o caso e aproveitou para incentivar mulheres que sofrem o mesmo para irem a público e denunciarem os agressores. Ela compartilhou a própria história e aproveitou, ainda, para mandar um recado para as pessoas que estão indo contra Pamella. “Estou estarrecida com a postura de algumas mulheres. Sabe por que eu digo isso? Porque no passado eu já sofri violência doméstica. Eu já apanhei muito, já levei muito chute, tive que cantar com mãozada na cara. E eu denunciei. Não é fácil denunciar. Você se sente um lixo, mas é preciso denunciar”, disse, no vídeo.

Paolla Oliveira também se manifestou sobre o assunto. No Instagram, ela compartilhou uma foto com a frase: “Em briga de marido e mulher, a gente salva a mulher”, e falou sobre o tema na legenda, aproveitando para incentivar outras mulheres a denunciarem. “Não é possível ver as imagens que circulam por aí onde uma mulher é espancada pelo ex-companheiro, na frente de sua filha recém-nascida e de funcionários e achar normal, coisa de casal. Coisa de casal é amor, é companheirismo, é cumplicidade, violência é coisa de criminoso que deve ser responsabilizado por isso. Os vídeos estão aí, as marcas físicas e psicológicas dessa mulher estão aí, então que se faça justiça. A ela e a TODAS que passam ou passaram por qualquer tipo de violência doméstica. Absurdo, revoltante e infelizmente, comum. Denuncie a violência doméstica contra a mulher no 180”, escreveu ela.

Ao postar uma foto com a mesma frase compartilhada por Paolla Oliveira, Giovanna Ewbank também se pronunciou sobre o assunto, indo à favor de Pamella. Nathalia Dill também falou sobre o assunto nas redes. “Rolando meu feed fui invadida por uma cena grotesca. É tanta brutalidade que meu estômago revirou. O tal DJ (que graças a Deus nunca ouvi falar) agredia uma mulher, uma mãe, no puerpério, enquanto ela tentava proteger o bebê. A imagem fica em looping na minha cabeça. Que horror. Que esse delinquente arque com as consequências dessa violência”, escreveu ela.

Ludmilla, Luiza Sonza, Cleo Pires, Tatá Werneck, Camila Pitanga, Gil do Vigor, Juliette, Simone e Simaria e vários outros famosos também se manifestaram sobre o assunto, falando em favor da arquiteta e pedindo justiça por tudo que aconteceu.