Fila de espera da enfermaria infantil tem mais de 20 crianças em Campinas

Segundo as informações dadas para veículos da região, a maioria dos pacientes está apresentando sintomas de síndromes respiratórias

Resumo da Notícia

  • Segundo informações, 91,5% dos leitos de UTI infantis estão ocupados em Campinas
  • A maioria dos pacientes apresenta sintomas de síndromes respiratórias agudas graves
  • Outro cenário que também vem preocupando a comunidade de saúde é a hepatite "misteriosa"

Foi divulgado pela Band Multi nesta quarta-feira, 11 de maio, informações sobre a ocupação de leitos na parte infantil em hospitais de campinas. A fila de espera por um leito na enfermaria pediátrica está sendo de 25 crianças no dia de hoje, segundo a Secretaria de Saúde.

-Publicidade-

A maioria dos pacientes está apresentando sintomas de Síndromes Respiratórias Agudas Graves, (SRAG), principalmente gripes. Na UTI infantil, de 106 leitos, 97 estão ocupados.

Essa utilização dos leitos da UTI são 91,5% de ocupação total. Em Campinas, são 9 leitos disponíveis e 2 deles estão no SUS. Ainda segundo as informações, os hospitais da Prefeitura de Campinas não tem leitos de alta complexidade para casos específicos disponível.

 91,5% dos leitos da UTI estão em ocupação
91,5% dos leitos da UTI estão em ocupação (Foto: Getty Images)

Já nos leitos da parte adulta do hospital, são 54 disponíveis de UTI e 36 estão sendo usados, isto é, 66,6% de ocupação. Então, são ao todo, 18 leitos livres tanto na rede pública como na privada de saúde.

Sobre a hepatite “misteriosa”

Um verdadeiro ‘mistério’ tem preocupado a comunidade científica mundial. Tudo começou no dia 5 de abril deste ano, quando a Organização Mundial da Saúde (OMS) foi informada pela primeira vez sobre 10 casos de hepatite aguda grave em crianças pequenas. Essa doença apareceu sem motivos explicáveis, em crianças que não tinham nenhum registro de doenças prévias.

Hepatite 'misteriosa': Brasil investiga 16 possíveis casos da doença
Hepatite ‘misteriosa’: Brasil investiga 16 possíveis casos da doença (Foto: Istock)

Os primeiros casos apareceram na Escócia e logo começaram a brotar em outros países da Europa. Ao todo, nesta quarta-feira, 11 de maio, cerca de 33 países já estão em análise com casos e/ou possíveis casos da tal ‘hepatite misteriosa’. Em 20 países, os casos já foram confirmados. Nos outros 13, a classificação está pendente, à espera de outros testes que possam concluir a investigação. Da Europa, os casos foram se espalhando para outros lugares do mundo.