Filha de Ana Maria Braga tem vida simples no interior de São Paulo longe da fama: veja foto inédita

Mariana Maffeis compartilhou retratos de sua vida rural, longe da vida agitada da mãe, Ana Maria Braga

Resumo da Notícia

  • Mariana Maffeis, filha de Ana Maria Braga, compartilha foto de sua vida rural
  • Ela mora em Botucatu, interior do estado de São Paulo
  • Mãe e filha têm fazendas próximas uma da outra

Durante esta sexta-feira, 29 de abril, a filha da apresentadora Ana Maria Braga, Mariana Maffeis, compartilhou com seus seguidores uma foto inédita de sua vida pessoal. Ela, que vive longe dos holofotes televisivos, leve vida tranquila no interior de São Paulo. Mariana mora em uma fazenda localizada na cidade de Botucatu, próximo da residência que a apresentadora das manhãs da Globo tem.

-Publicidade-
Mariana Maffeis, filha de Ana Maria Braga, vive em zona rural de São Paulo
Mariana Maffeis, filha de Ana Maria Braga, vive em zona rural de São Paulo (Foto: Reprodução / Instagram / @maffeismariana)

Na sequência de imagens, ela compartilhou retratos da família na vida do campo. Bem como com uma relação íntima dos animais da região. O post, que não teve nenhuma legenda em específica, recebeu comentários dos internautas. Uma pessoa disse: “Eita vida mansa”. Já outra desejou gratidão à família de Mariana Maffeis

Filha de Ana Maria Braga
Filha de Ana Maria Braga (Foto: Reprodução / Instagram / @maffeismariana)

Mariana Maffeis é mãe de três filhos: Joana,  Maria e Varuna. Ela é casada com o instrutor de yoga Badarik González. Durante a gravidez do terceiro filho, ela comentou sobre a expectativa para a chegada e a vontade de ter um parto domiciliar.

Mariana e Badarik com Varuna com (Foto: Reprodução/Instagram)

“Em 2011 nasceu a Joana e descobri que para que haja um parto domiciliar não é necessário tanta preparação quanto imaginamos, mas sim, uma confiança em relação aos profissionais que vão nos atender. Foi um trabalho de parto bem longo, foram quase 12 horas de processo ativo. A bebê estava com uma apresentação chamada de ‘cabeça defletida’, que, em vez de estar com o cocuruto da cabeça no colo do útero, ela estava com a testa, então costuma ser um trabalho de parto mais dolorido, como aconteceu na parte lombar, o que não impede o parto natural”, disse em entrevista à Quem.

Mariana Maffeis e Badarik González irão descobrir o sexo do bebê apenas durante o nascimento (Foto: reprodução / Instagram)

Em seu segundo parto, Mariana também optou pelo método domiciliar e falou sobre o planejamento, “Depois do nascimento da Joana, conheci uma parteira muito renomada. Ela tem 45 anos de parteira, é uma japonesa que trabalha sozinha. Eu já a estava procurando para um aconselhamento mais a nível feminino, mas descobri que estava grávida quando fui encontrá-la. Então ela me preparou para o nascimento da Maria, fez esse pré-natal. E gostei muito do atendimento dela. Foi com ela que aprendi mais como deve ser a preparação para o parto, qualquer que seja ele”.

Mariana é mãe de três filhos (Foto: reprodução / Quem)

Nos dois primeiros partos, Mariana disse que Ana Maria Braga não conseguiu estar junto a ela, mas desta vez é que a mãe participe do processo. “Estou morando no interior e minha mãe em São Paulo. Vamos avisar a ela sobre o início do trabalho de parto porque a parteira, que é a Vilma Nishi, também vem de São Paulo e caso minha mãe consiga chegar a tempo vai ser muito lindo. Se ela estiver perto da nossa casa, no sítio dela em Bofete, que dá meia hora de onde moramos atualmente, talvez exista a possibilidade dela já estar mais perto”.