Filha de Gugu Liberato abre o jogo sobre relação com irmão após briga por herança

Marina Liberato e João Augusto Liberato viviam impasses sobre a herança do pai – que faleceu vítima de um acidente doméstico em 2019

Resumo da Notícia

  • A filha de Gugu Liberato mandou a real sobre a relação com o irmão
  • Marina e João Augusto viviam impasses sobre a herança do pai
  • Gugu faleceu no final de 2019, vítima de um acidente doméstico

Marina Liberato abriu o jogo sobre como está a relação com o irmão, João Augusto Liberato, na última quarta-feira, 17 de novembro. A dupla vivia impasses acerca do destino da herança de Gugu – que faleceu em 2019, vítima de um acidente doméstico.

-Publicidade-

No Instagram, a jovem foi questionada por seguidor se ela ainda falava com o irmão e, sobre isso, Marina mandou a real: “A gente não está brigado e falei com ele hoje (risos)”. Mesmo assim, João Augusto comemorou aniversário no último dia 10 sem a presença das gêmeas – contando apenas com Rose Miriam e a namorada no evento.

Marina esclareceu a situação no Instagram
Marina esclareceu a situação no Instagram (Foto: Reprodução/ Instagram)

Em julho deste ano, as filhas gêmeas de Gugu e Rose, Marina e Sofia, de 17 anos, foram emancipadas, mas esse movimento foi visto pelo filho mais velho como algo suspeito.

Após serem declaradas independentes dos pais, as gêmeas contrataram o mesmo advogado da mãe, chamado Nelson Willians, para representá-las na corrida pela herança de Gugu. João Augusto Liberato, de 19 anos, não concordou com a atitude e decisão tomada pela mãe.

Para ele, além de qualificar a emancipação como “duvidosa”, ele discorda da mudança de advogado e chama toda a situação de “aventura fantasiosa”. João decidiu continuar tendo seus interesses defendidos pelo mesmo advogado que o auxiliava antes, já que ele o “defende dos desacertos causados infelizmente pela minha mãe e sua família”.

João e as irmãs
João e as irmãs (Foto: Reprodução / Instagram / @joaoaugustoliberato)

Além disso, João emitiu uma nota oficial para comprovar que Marina e Sofia, suas irmãs mais novas, estão sendo manipuladas após a emancipação. “Fico triste e indignado em ver as mentiras e a nova manipulação que vêm sofrendo as minhas irmãs, duas adolescentes, que não percebem que as pessoas estão atendendo seus próprios interesses. Se tivessem mais idade e experiência perceberiam, sem dúvida”, escreveu. Veja abaixo trechos da carta escrita por João:

“Eu, como filho primogênito do meu querido pai Gugu Liberato, repudio fortemente as notícias que circulam sobre a duvidosa emancipação das minhas irmãs e confirmo sem dúvida alguma, a minha confiança nos advogados da família, o Dr. Carlos Regina a frente do Inventário do meu pai e que, contava com sua total e absoluta confiança por muitos anos e Dr. Dilermando Cigagna Jr que defende a nossa família dessa aventura fantasiosa e dos desacertos causados infelizmente pela minha mãe e sua família”. Confira na íntegra clicando AQUI.