Filha encontra carta que pai falecido escreveu antes do nascimento dela

As cartas foram escritas para que ela lesse quando completasse 15 anos. Depois que o pai morreu, devido à covid-19, a família começou uma caça ao tesouro para encontrar os bilhetes

Resumo da Notícia

  • Filha encontra cartas que pai falecido escreveu antes do nascimento dela
  • As cartas foram escritas para que ela lesse quando completasse 15 anos
  • Depois que o pai morreu, devido à covid-19, a família começou uma caça ao tesouro para encontrar os bilhetes

Talvez você lembre dessa história: um pai fã de Beatles escreveu uma carta para a filha enquanto ela ainda estava na barriga da mãe e escondeu a carta em um dos discos da coleção que tinha para que a menina só lesse quando tivesse 15 anos. A história da família da Bárbara Schneider viralizou no ano passado. Se você não lembrou, a gente te ajuda: o pai dela acabou contraindo covid-19 da forma mais grave e, com problemas financeiros vindos com a pandemia, eles resolveram vender os discos do Beatles e a carta foi embora junto. O pai não resistiu à doença e, ao ficarem sabendo da carta, a menina e a mãe começaram a compartilhar a história nas redes sociais, pedindo ajuda das pessoas para conseguir localizar o bilhete.

-Publicidade-
Bárbara lê a carta que o pai havia escrito e tinha se perdido (Foto: arquivo pessoal/ reprodução R7)

Os internautas logo se mobilizaram para ajudá-las a encontrar a carta. A história teve um final bom: elas conseguiram localizar quem comprou o disco que estava com a mensagem dentro e o comprador pôde devolver o bilhete para a família antes da data estipulada para a leitura!

Quando o pai de Bárbara faleceu, ela já tinha 14 anos, ou seja: a família teria menos de 1 ano para achar a carta. Correndo contra o relógio, eles logo começaram uma verdadeira caça ao tesouro, mobilizando amigos e fãs dos Beatles em todo o país.

A notícia logo se espalhou e Bárbara recebeu a carta três meses antes do seu aniversário de 15 anos. Quem pegou a carta primeiro foi a mãe dela, Alcione Araújo. “Quando recebi a carta eu pensei: vou respeitar a vontade dela. Ela é uma adolescente, tem toda uma emoção da perda do pai, dessa história envolvida, tudo fica muito mais forte. Então eu perguntei ‘você quer ler a carta agora?’. E ela respondeu que só queria ler no dia do aniversário, como era a vontade do pai”, contou, em entrevista ao jornal R7.

Bárbara decidiu respeitar o pedido do pai. Passou 2021 inteiro na expectativa e, há pouco tempo, finalmente conseguiu ler as palavras perdidas. “Eu fiquei muito surpresa, mas foi muito confortante ter essa oportunidade de ler algo dele diretamente para mim. Fiquei muito feliz e conseguiu completar meu dia de uma forma inexplicável”, contou, emocionada com o ato de amor.