Filho de Cid Moreira pede prisão do pai e justiça analisa o caso

O Ministério Público e a justiça estão investigando Cid Moreira por crimes como trabalho infantil e homofobia, praticados com o próprio filho

Resumo da Notícia

  • Roger, filho adotivo de Cid Moreira entra na justiça contra o pai por vários crimes
  • Dentre eles, homofobia e trabalho infantil contra o filho
  • O rapaz diz que o jornalista tentou "desfazer a adoção"

Foi protocolado na justiça pelo advogado de Roger Moreira, filho adotivo de Cid Moreira, um inquérito para investigação dos crimes do jornalista e da esposa contra o homem. Segundo informações da coluna de Léo Dias, o casal está sendo acusado desde homofobia, até trabalho infantil. No entanto, o caso a partir de agora ganhou uma maior dimensão, após a prisão de Cid Moreira.

-Publicidade-

No final de 2021, foi aberto para a mídia os detalhes sobre a criação de Roger e a conduta de Cid Moreira com o próprio filho, que foi adotado quando tinha 13 anos. Conforme as informações, o ex-ancora do Jornal Nacional proibiu o filho até mesmo de estudar.

Cid Moreira com a família (Foto: reprodução YouTube)

Crimes: Homofobia e trabalho infantil

Roger alega que foi colocado pelo Cid Moreira para trabalhar e acompanhar o pai obrigatoriamente nos programas de televisão. Ele também tinha que ir em lugares como clubes à noite e casas de jogos, pois segundo o rapaz, Cid queria um “empregado”.

Quando Cid se casou com Maria de Fátima, de 40 anos mais jovem, ele tentou ‘desafazer’ a adoção, pois disse que Roger era gay. O apresentador tirou tudo que o filho tinha, “o estúdio, as gravações, a moradia” disse Roger. E por não conseguir devolver o garoto, Cid fazia de tudo para prejudicar o filho, inclusive, passar patrimônios para terceiros, para não ter nada no nome do garoto.

Cid se envolveu em polêmica com o filho adotivo
Cid se envolveu em polêmica com o filho adotivo (Fotos: reprodução Instagram / YouTube)

Cid Moreira e filho biológico

Além de Roger, Cid já abandonou Rodrigo Simões Moreira, com apenas dois anos. O homem desenvolveu sérios problemas psicológicos.

Ainda não se sabe se Cid Moreira tem consciência dos crimes cometidos para o próprio filho. O caso está sendo indiciado, processado e podendo ser até mesmo, condenado. O locutor pode receber como pena, internação ou prisão em regime a ser definido.

No momento, a mulher de Cid Moreira, Maria de Fátima, está colocando a venda o último imóvel no nome do jornalista. Mesmo já noticiado o inquérito, nada foi feito até o presente momento. Dentre inúmeros crimes, como adotar um menor para deixar de “empregado”, também afrontou o Estatuto da Criança e do Adolescente, além de burlar a lei de adoção e tentar deserdar o filho.