Filho de faxineira é aprovado a medicina e novidade é contada para a mãe em momento emocionante

André Ramon está emocionando muita gente nas redes sociais com o vídeo em que vai até o trabalho da mãe para contar a notícia especial. O caso aconteceu no Acre e o momento é de arrepiar!

Resumo da Notícia

  • O filho de uma faxineira está emocionando internautas nas redes sociais
  • Isso porque André Ramonn, aos 26 anos, foi aprovado em medicina
  • Para comemorar, ele gravou um vídeo lindo em que vai até o trabalho de sua mãe contar a novidade especial

O filho de uma faxineira está chamando a atenção de internautas nas redes sociais. Isso porque, aos 26 anos de idade, André Rennon foi aprovado no curso de medicina! Para comemorar, ele foi até o trabalho de sua mãe – Vilenilde Arruda – para contar a novidade em um vídeo lindo.

-Publicidade-

Foram seis tentativas até que André garantisse a tão sonhada vaga no curso mais concorrido da Universidade Federal do Acre (Ufac). Ao portal Banda B, ele conta que foi muito desencorajado no passado e, por causa disso, a conquista é ainda mais celebrada.

André passou muitas dificuldades
André passou muitas dificuldades (Foto: Reprodução/ Banda B)

“Sempre existiram críticas. Me chamavam de vagabundo. Quando completam 18 ou 19 anos, filho de pessoas pobres precisam trabalhar. Como medicina é um curso difícil de passar, a gente tem que se dedicar integralmente”, relembrou, sobre as críticas que recebeu ao se dedicar incansavelmente aos anos de curso preparatório para o vestibular.

“Isso fazia com que eu não fosse bem-visto pelas pessoas. Além de vagabundo, me chamavam de inútil, porque eu não trabalhava”, diz. “Eu tinha de mostrar que elas estavam erradas. Quando passei, muitas dessas pessoas vieram me parabenizar”.

André enfrentou muitas dificuldades não só fora, mas dentro de casa também. Isso porque mora em uma casa cheia com 6 irmãos mais a mãe. Por causa disso, muitas vezes não tinha lugar algum na residência que pudesse ficar sozinho, em silêncio e concentrado.

O vídeo é lindo!
O vídeo é lindo! (Foto: Reprodução/ Banda B)

“Eu via a nota de corte alta e, na época, eu não sabia fazer multiplicação com vírgula nem tinha acesso à internet. É uma realidade totalmente diferente daquela de quem passa”. No futuro, André ainda quer usar a profissão para ajudar cada vez mais pessoas dentro e fora de sua comunidade.

“Eu me imagino ajudando pessoas mais carentes. Falta médico, porque muitos não querem ir para áreas distantes dos grandes centros”, diz ele. “Quero levar serviço especializado a pessoas que não têm acesso”. Confira o vídeo emocionante clicando AQUI.