Família

Filho do goleiro Bruno confessa que quer mudar de nome: “Tenho medo dele”

O menino de 9 anos teria se assustado muito no dia em que soube que o pai sairia da prisão

Jennifer Detlinger

Jennifer Detlinger ,Filha de Lucila e Paulo

(Foto: Talyta Vespa/UOL/Reprodução)

Filho do goleiro Bruno e de Eliza Samudio, Bruno Samudio, mais conhecido como Bruninho, de apenas 9 anos, quer mudar de nome. Criado pela avó, mãe da modelo assassinada em 2010, ele também nega o sobrenome do ex-jogador do Flamengo.

Segundo reportagem dos jornalistas José Edgar de Matos e Talyta Vespa, do UOL, o menino revelou que quer se chamar Gabriel e tem medo do pai. “Na verdade, ele me diz o tempo todo que queria se chamar Gabriel, que queria mudar de nome. Eu não vou fazer isso, de jeito nenhum. Se o Bruninho, quando for adulto, quiser fazer isso, vou respeitar. Mas não vou interferir no nome que minha filha escolheu”, disse Sônia de Fátima, mãe de Eliza, de 53 anos, em entrevista ao UOL.

O menino teria ficado com medo no dia que soube que o pai sairia da prisão. Ele soube da notícia sem querer, enquanto assistia à televisão na hora do almoço. Para Bruninho, no entanto, o pai só é pai na genética. “Ele é só meu genitor”, diz a criança a todo mundo que pergunta. De acordo com o menino, não existe raiva e nem rancor, apenas medo. “Como vou ter ódio de alguém que não conheço?”.

“Levei meu neto para tirar o RG há alguns meses e ele teve de assinar o nome completo naquela partezinha ali embaixo. Escreveu só ‘Bruno Samudio’ bem grande para que não coubesse mais nada. Não adiantou: o atendente disse que precisaria colocar o “Souza” também e ele fez um escândalo”, conta a avó.

Sobre o pai, o menino sabe pouco, já que perdeu a mãe com apenas 6 meses de vida. “Um dia, se ele quiser, vai poder conhecê-lo. Ele diz: ‘Mãe Soninha, como vou confiar num cara que tentou me matar? Nem se ele me oferecer um refrigerante fechado vou aceitar’. Ele fala que tem medo do Bruno, sabe? Um dia, sei que será inevitável o encontro dos dois. Mas, se depender de mim, ele não chega perto do Bruninho”, desabafa a avó do menino.

“Não é justo. Esse filho não pediu para vir ao mundo, minha filha não o fez sozinho. Ela teve o Bruno Fernandes para fazer o filho. É fácil culpar a mulher por ter engravidado. É um inocente que não tem voz para pedir um socorro. Me dói muito quando lembro todo o sofrimento do meu neto, tudo o que ele passou na mão deles”, completa Sônia.

Para mais informações, leia a reportagem completa aqui.

Leia também:

Criança de quatro anos morre depois de ter sido esquecida dentro do carro e pai faz desabafo

Mãe deixa filha com pai e criança aparece com a cabeça raspada

Fernanda Gentil faz homenagem para mascote da família e declara: “Chegou primeiro nesse coração”