“Filho secreto” de Michael Jackson é descoberto: “Age e dança como o pai”

Em 2018, após Joe Jackson se pronunciar sobre um suposto neto, Omer Batthi quebrou o silêncio e falou sobre qual era a verdadeira relação com o cantor

Resumo da Notícia

  • O pai de Michael teria falado sobre o quarto filho do cantor
  • Ele afirmou que Omer se parece e age como o pai
  • O rapper confessou sobre como era a relação entre os dois
  • Pia Bhatti teve um relacionamento com Michel em 1984
O cantor é pai de Prince, Paris e Blanket (Foto: reprodução / Instagram @michaeljackson)

Desde a morte de Michael Jackson em 2009, o cantor é alvo de diversos rumores e teorias na internet. Desta vez, a história é de que o Rei do Pop teria um quarto filho, que foi anunciado pelo pai do cantor, Joe Jackson, durante uma entrevista em 2018.

-Publicidade-

Sem muitos detalhes sobre a vida íntima de Michael, além das namoradas secretas, o cantor teria tido um relacionamento com Pia Bhatti, em 1984, que resultou no nascimento do rapper Omer Batthi, atualmente com 34 anos.

Para a TV One, Joe Jackson afirmou que sabia sobre o primeiro filho do cantor: “Sim, eu sabia que ele tinha mais um filho. (Omer) parece um Jackson, age como um Jackson, ele dança como um Jackson. Esse garoto é um dançarino fantástico”, disse na época.

-Publicidade-

Algo que acabou chamando a atenção, é de que Omer imitava Michael na infância, além de ser muito parecido com ele. Em 1990, Pia e Omer foram morar no rancho Neverland e publicamente ela era a babá de Prince Michael.

Omar seria fruto do relacionamento com Pia Batthi (Foto: reprodução / Instagram @kidslife)

Durante o funeral do cantor, as suspeitas de que Omer fosse o quarto filho do Rei do Pop aumentaram ainda mais, pois ele ficou ao lado de Prince, Paris e Blanket, os três assumidos de Michael. A história sobre o rapper ser um filho secreto do cantor nunca foi confirmada.

Em uma entrevista, Omer teria negado sobre a declaração de Joe Jackson e afirmado sobre como era o relacionamento dele com o cantor: “Michael costumava dizer que eu era como um filho para ele. Mas, meus pais verdadeiros estão na Noruega. A razão de eu estar perto das crianças no funeral foi porque eu era um amigo próximo e não porque sou filho dele”.

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!

-Publicidade-