Filhos de Harry e Meghan Markle podem exigir títulos reais quando crescerem: saiba como

Archie e Lilibet poderão requisitar seus títulos a partir do momento que o Príncipe Charles for coroado rei

Resumo da Notícia

  • Príncipe Harry e Meghan Markle surpreenderam os súditos da realeza britânica ao não atribuírem aos filhos nenhum título real
  • Tanto Archie quanto Lilibet poderão reivindicar títulos reais quando forem adultos
  • Eles poderão requisitar seus títulos a partir do momento que o Príncipe Charles for coroado rei

Príncipe Harry e Meghan Markle surpreenderam os súditos da realeza britânica ao não atribuírem aos filhos nenhum título real.

-Publicidade-

Mas de acordo com o jornal britânico Daily Mirror, tanto Archie quanto Lilibet poderão reivindicar títulos reais quando forem adultos, independentemente da renúncia dos pais às funções na realeza em 2020.

Meghan e Harry segurando Archie (Foto: reprodução/Instagram @theroyalfamily)

O jornal entrevistou especialistas para entender como Archie e Lilibet ainda podem fazer uso do título de príncipe e princesa e Sua Alteza Real: em 1917, o Rei George V, avô da Rainha Elizabeth II determinou que apenas os netos de monarcas poderão fazer uso do título de príncipes e princesas e Sua Alteza Real.

Por isso, Archie e Lilibet poderão requisitar seus títulos a partir do momento que o Príncipe Charles, avô deles, for coroado rei.

Príncipe Charles, de 73 anos, é o segundo na linha sucessória ao trono britânico – ele é seguido por seu primogênito, Príncipe William, e o neto mais velho, Príncipe George.

Títulos reais da família

Príncipe Charles pode assinar um decreto que vai prejudicar diretamente os títulos reais de Lilibet e Archie, filhos de Meghan Markle e Príncipe Harry. Charles é avô das crianças e o próximo na linha de sucessão ao trono britânico após a morte de Elizabeth. Os dados foram fornecidos por fontes próximas a Família Real aos portais Daily Mail e The Sun.

O Príncipe de Gales teria deixado claro algumas vezes no passado que seus filhos e netos não receberiam títulos reais. Segundo ele, a decisão de assinar um decreto que reduziria drasticamente a quantidade de títulos reais não se relaciona com polêmicas da Família Real – mas, sim, com uma insatisfação do povo britânico com relação ao custo alto da vida no Palácio de Buckingham.

(Foto: reprodução / Instagram @kensingtonroyal)

“Harry e Meghan foram informados de que Archie nunca seria um príncipe, mesmo quando Charles se tornou rei”, relatou uma fonte ao Daily Mail.  Charles nunca escondeu o fato de que deseja uma Monarquia enxuta quando se tornar rei”, disse uma fonte, desta vez ao The Sun. “Ele percebe que o público não quer pagar por uma enorme Monarquia e, como ele disse, a varanda do Palácio de Buckingham provavelmente entraria em colapso”.

Em 2012, contudo, Rainha Elizabeth chegou a assinar um outro decreto que promovia exatamente o contrário ao que é defendido por Charles. Até porque, nele, ela já garantiu todos os títulos reais para Kate Middleton, Príncipe William e os três filhos do casal.

Kate Middleton, Príncipe William e os filhos do casal já estão com os títulos reais garantidos (Foto: reprodução/Instagram/@kensingtonroyal)

Embora os filhos de Cambridge sejam, como Archie e Lilibet, bisnetos do soberano, porque William é um herdeiro direto na linha de sucessão, as regras antigas ditavam que seu filho mais velho receberia automaticamente um título. A mudança da Rainha alterou o padrão datado e garantiu que todos os filhos do casal, incluindo quaisquer filhas, teriam títulos. A Família Real ainda não se pronunciou sobre as possíveis mudanças na linhagem real.