Fiocruz divulga atualizações de protocolos para volta às aulas presenciais no Brasil

A nota técnica divulgada pelo laboratório foi atualizada a respeito das medidas de isolamento, testagem e suspensão de aulas na instituições de ensino

Resumo da Notícia

  • Fiocruz atualiza lista de protocolos para retorno às aulas presenciais;
  • Em nota técnica divulgada pelo laboratório, a suspensão de aulas está autorizada quando houver três ou mais casos positivos de covid;
  • Medidas de isolamento e testagem também foram citadas pela Fiocruz

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) atualizou na última sexta-feira, 11 de fevereiro, suas recomendações para a prevenção da covid-19 no retorno às aulas presenciais, devido a alta de casos da variante ômicron no Brasil. A instituição publicou uma nota técnica, que fala sobre os protocolos sanitários em relação ao isolamento, testagem e suspensão de aulas.

-Publicidade-

No comunicado oficial, há a orientação para que a suspensão de aulas para uma turma seja adotada caso tenha três ou mais diagnósticos da doença simultâneos confirmados. A instituição também ressaltou a importância do retorno presencial dos estudantes.

Fiocruz atualiza recomendações para abertura das escolas
Fiocruz atualiza recomendações para abertura das escolas (Foto: João Gabriel Alves/Enquadrar/Estadão Conteúdo)

“Sob forte recomendação de organismos internacionais e de setores do Judiciário, entre outros, recomenda-se que esse retorno seja presencial, uma vez que os prejuízos sociais, emocionais, educacionais, sanitários e econômicos já não permitem a manutenção do modelo remoto como preferencial para o processo de aprendizagem das crianças e adolescentes”, afirma a nota técnica.

Além do monitoramento de casos, as escolas devem manter sob vigilância a ventilação dos ambientes, o uso adequado de máscaras, a lavagem de mãos e o distanciamento social. Esses cuidados devem ser intensificados principalmente nos momentos das refeições.

A instituição reafirma a importância da vacinação de toda a comunidade escola, já que os imunizantes tem grande relevância no controle da transmissão do vírus.