Flora intestinal: o que é, para que serve e qual a importância dela para a saúde do organismo

A flora intestinal é extremamente importante para o bom funcionamento do organismo e pode ser considerada o segundo cérebro do corpo

Resumo da Notícia

  • A flora intestinal possui trilhões de micro-organismos
  • As bactérias presentes na flora ajudam a melhorar a atuação de nervos e músculos na parede do intestino, entre outras funções
  • 70% das bactérias que compõem o sistema estão presentes no intestino grosso

A flora intestinal, também chamada de “microbiota”, é um conjunto de trilhões de micro-organismos que vivem no intestino do ser humano. Ela é composta, em sua maior parte, de bactérias – tanto em número quanto em tipos de espécie – mas também apresenta vírus, fungos, arqueias, protozoários e parasitas em sua constituição.

-Publicidade-

A importância da flora intestinal para a saúde é enorme – muito além de trazer um organismo funcional, especialistas consideram-na como um órgão. O motivo? Nela, é possível encontrar dez vezes mais bactérias do que células em todo o corpo humano. Seu funcionamento é preciso e, quando está em equilíbrio, só traz benefícios.

Para que uma criança tenha uma flora intestinal equilibrada, é preciso pensar no assunto desde a gestação – é por meio de uma alimentação e estilo de vida saudável, com exercícios físicos regulares, que a mãe irá manter a estabilidade e ajudar o organismo do bebê a ser colonizado por bactérias durante o momento do parto.

A flora intestinal é fundamental

A principal função da flora intestinal é equilibrar os processos fisiológicos do organismo e regular metabolismo, defesas do organismo e absorção de  nutrientes específicos que dependem somente dela, como as vitaminas do complexo B (B9 e B12) e a vitamina K. As bactérias presentes na flora ajudam a melhorar a atuação de nervos e músculos na parede do intestino, conjugação de sais biliares, metabolização de medicamentos, inativação de toxinas e na regulação da produção de hormônios. Além disso, a flora intestinal também atua nos seguintes processos:

  • Proteção da barreira intestinal
  • Produção de bacteriocinas, que excluem do organismo bactérias patogênicas
  • Produção de vitaminas, ácidos graxos e enzimas
  • Modulação de resposta alérgica

A importância da flora intestinal vai além do funcionamento do organismo e de fazer cocô regularmente: o desenvolvimento do sistema nervoso central está extremamente ligado à microbiota. Existem diversos estudos que associam uma flora desequilibrada ao surgimento de doenças como depressão, ansiedade, Parkinson e Alzheimer.

70% das bactérias que compõem o sistema estão presentes no intestino grosso (Foto: Shutterstock)

O que desequilibra a flora intestinal?

A composição da flora intestinal, assim como sua diversidade, conta com uma certa estabilidade ao longo da vida – ela tem uma “identidade única” e pode ser considerada como uma segunda impressão digital do corpo humano. Apesar disso, é possível que ocorra uma disbiose (desequilíbrio entre bactérias boas e “ruins”) e ela se altere um pouco por causa de alguns fatores:

  • Uso de antibióticos
  • Medicamentos que atuam no tubo digestivo
  • Sedentarismo
  • Obesidade
  • Estresse
  • Má qualidade de sono
  • Dieta rica em alimentos industrializados, açúcares e gorduras
  • Alimentação pobre em fibras

Quando a flora intestinal está desequilibrada, é possível que apareça um quadro pró-inflamatório, o que aumenta o risco de desenvolver doenças inflamatórias intestinais ou síndrome do intestino irritável.

Como manter a flora intestinal equilibrada?

A principal maneira de manter uma flora intestinal equilibrada e, como consequência, um organismo funcional, é por meio de hábitos saudáveis, mantendo uma alimentação rica em nutrientes, prática de exercícios físicos e ingestão diária de água. Além disso, o uso de probióticos ajuda a fortalecer a defesa do corpo e combate a ação de micro-organismos nocivos. Eles podem ser consumidos por meio de comidas probióticas ou em formulações específicas.

Quando for escolher por um probiótico, sempre busque por um produto que possa ser usado por toda a família – afinal, os problemas causados por uma flora intestinal desequilibrada não atingem somente os adultos, mas crianças também. Enterogermina tem tripla ação: equilibra, restaura a flora e fortalece a defesa. Prático, ele já vem pronto para beber, pode ser consumido direto do flaconete e não contém glúten, lactose, gosto e corantes. Cada recipiente contém 5 ml da suspensão com esporos de Bacillus clausii.

A flora intestinal é superimportante para o organismo e é responsável por equilibrar os processos fisiológicos do organismo e regular o metabolismo (Foto: Getty Images)

A flora intestinal atua em quais partes do intestino?

A flora intestinal está presente em todo o trato gastrointestinal, da boca até o ânus. Antigamente, acreditava-se que órgãos como o esôfago, pelo qual a comida passa rapidamente, e o estômago, pela presença de ácido, não possuíam flora intestinal, mas hoje sabe-se que isso não é verdade. E falando em bactérias, 70% das que compõem o sistema estão presentes no intestino grosso – cerca de mil a 4 mil espécies.

Quando a flora intestinal surge no organismo?

Até o momento do parto, a flora intestinal presente no organismo do bebê é muito pequena. É a partir do nascimento que o número de bactérias no trato gastrointestinal aumentam muito e começam a construir defesa do corpo do recém-nascido. Isso dá maior proteção para aquela criança de sofrer com infecções, principalmente durante a primeira infância, porque faz com que organismo aprenda a se defender de agentes estranhos, diminuindo o aparecimento de doenças autoimunes ao longo da vida.

Fonte: Dr. Daniel Baptista, coordenador do Centro de Doenças Inflamatórias Intestinais do Hospital Nove de Julho e Dra. Vera Lucia Andrade, gastroenterologista pela Federação Brasileira de Gastroenterologia e especialista em Doenças Funcionais e Manometria pelo Hospital Israelita Albert Einstein.

1. Uma flora intestinal equilibrada promove um ambiente desfavorável para bactérias patogênicas, promovendo a saúde intestinal. Paixão & Castro, 2016. DOI: 10.5102/ucs.v14i1.3629.

ENTEROGERMINA® “O Bacillus clausii (probiótico) contribui para o equilíbrio da flora intestinal. Seu consumo deve estar associado a uma alimentação equilibrada e hábitos de vida saudáveis.” NÃO CONTÉM GLÚTEN. Leia atentamente o rótulo.

MAT-BR-2103157. Jun/21.