Frozen, é você? DJ Steve Aoki explica motivo de querer ser congelado com a família após a morte

O artista está apostando no avanço da tecnologia cerebral, então acredita que poderá viver para sempre caso siga o procedimento

Resumo da Notícia

  • Steve Aoki falou sobre o desejo de ser congelado após a morte
  • Ele quer convencer a família a fazer o procedimento também
  • Ele acredita que pode "viver para sempre"

Elsa? O DJ Steve Aoki, de 43 anos, compartilhou um desejo pra lá de curioso. O artista deseja ser congelado após a morte e está no processo de convencer a família a se congelar com ele. O objetivo dele é que eles “vivam para sempre”, como dito em entrevista ao programa  In Depth with Graham Bensinger.

-Publicidade-
Steve Aoki é um dos maiores DJ´s do mundo
Steve Aoki é um dos maiores DJ´s do mundo (Foto: Reprodução / Instagram)

“Minha paixão está no futuro com a tecnologia cerebral. A ideia é encontrar uma maneira de viver para sempre, e isso soa meio assustador e louco quando você diz. Minha mãe tem 78 anos. Quero vê-la viver até 120. Eu quero poder dizer: ‘Mãe, você ainda tem mais 50 anos’, sabe?'”, disse, explicando mais sobre o desejo.

“Se eu tiver sorte de morrer em uma situação hospitalar onde eles possam pegar todo o meu corpo e rapidamente colocá-lo – meu cérebro o mais importante – nesta temperatura. Se houver tecnologia para realmente trazê-lo de volta, então eu poderia voltar a viver”, explicou o DJ. Sua mãe e irmã, no entanto, não ficaram tão animadas com a ideia, enquanto ele segue tentando convencê-las.

Porém, a irmã e a mãe do DJ não se animaram muito com a ideia, mas ele afirmou que não vai desistir de tentar convencê-las. “Mas a coisa triste é: eu não quero voltar e toda a minha família ter ido embora. É por isso que eu falo para toda a minha família: ‘Vamos, pelo menos, fazer isso juntos'”, completou.

Entenda o procedimento

A criogenia é um procedimento em que as pessoas são congeladas após a morte, em que o falecido é levado em um recipiente de gelo. O sangue é drenado e substituído por uma substância conservante e, de ponta cabeça, o corpo é colocado em um tanque de nitrogênio líquido que pode atingir quase – 200°C.

A preservação é uma técnica que, no futuro, os corpos poderão ser curados e voltar a viver. Em empresas que realizam esse tipo de procedimento, os valores podem chegar a cerca de R$ 1,1 milhão.