Família

Gema de ovo alaranjada é mais saudável?

Conversamos com uma nutricionista para tirar essa dúvida

Aline Oliveira

Aline Oliveira

Qual mãe nunca ouviu falar que gema de ovo alaranjada é mais saudável? Certamente, muitas. Mas será que essa informação está correta? Na hora de separar as gemas para alimentação de nossos filhos devemos escolher apenas as que apresentarem essa cor? “Não, necessariamente”, explica nutricionista e mãe do Kadu e da Malu, Renata Buzzini. “Antigamente, poderíamos dizer que as gemas dos ovos eram mais alaranjadas porque a ração das galinhas continha alimentos ricos em carotenoides (substância presente em maracujá, abóbora e tomate, por exemplo). Mas hoje não dá para afirmar isso”.

A nutricionista chama atenção para o fato de a produção de comida, atualmente, ser em larga escala. Isso acarreta, por exemplo, que os animais sejam privados de uma alimentação balanceada. Além disso, a tal “fama” de que a gema alaranjada é mais saudável fez com que produtores passassem a colocar corante na ração das galinhas, justamente para conseguir a tonalidade desejada nas gemas. Por outro lado, uma gema mais clara pode, sim, ser saudável. “A galinha pode ter recebido uma ração adequada, mas baseada em outros nutrientes”, esclarece Renata.

Comprar alimentos orgânicos é a dica da nutricionista. “Granjas grandes mantêm o processo de industrialização, por isso, adquirir esse alimento de pequenos produtores é mais indicado. Mas sempre fique atenta à validade”, completa. Ah! E não esqueça que só podemos introduzir ovos na alimentação de nossos filhos quando eles completarem um ano de vida. “E sem exageros. Uma ou duas vezes por semana no máximo!”, diz Renata.

Leia também: 

Que DNA é esse? Mitos e verdades sobre alimentos transgênicos

A transição do leite materno para as papinhas

Dar amendoim para os bebês pode diminuir o risco de alergia

Você gostou desse conteúdo?

Sim Não