Gêmeos se reencontram após passarem 23 anos separados: “Era meu sonho ter ele comigo”

Tomaz e Gabriel foram separados logo depois do nascimento, em Fortaleza, mas conseguiram fazer contato depois de se acharem nas redes sociais

Resumo da Notícia

  • Tomaz e Gabriel passaram 23 anos separados
  • Os irmãos nasceram em Fortaleza, mas Gabriel foi adotado por uma família de Minas Gerais
  • O encontro só foi possível com a ajuda das redes sociais

Os 23 anos separados não foram um obstáculo para que Tomaz e Gabriel se reencontrassem e criassem um laço fraternal especial. Os gêmeos que nasceram em Fortaleza foram separados logo depois do nascimento; enquanto o primeiro foi entregue na região, o segundo foi para Uberaba, em Minas Gerais. Com ajuda das redes sociais, o reencontro aconteceu em junho deste ano.

-Publicidade-
Os irmãos foram separados ainda recém-nascidos (Foto: Arquivo Pessoal)

A vontade de conhecer o irmão surgiu em Tomaz quando ele tinha 16 anos. Na época em que teve contato com a mãe biológica, que deu uma foto de Gabriel para o jovem. O gêmeo sabia desde os 5 anos que era adotado, mas foi depois da foto que aflorou a curiosidade. “Aí ele entrou em busca do irmão, mas, inclusive, não teve sucesso. Ele passou muito tempo procurando Gabriel, mas não encontrava. Ele chorava bastante, muitas noites, eu acordava, e ele estava chorando”, lembra Maria, mãe adotiva do jovem, em entrevista ao G1.

Por outro lado, Gabriel também sabia da existência de Tomaz, mas desconhecia as tentativas do irmão de fazer contato. “Eu também fui criado sempre sabendo que eu era adotado e que eu tinha um irmão gêmeo”, conta. A pista para encontrar o irmão só veio depois que Tomaz resolveu procurar a mãe de Gabriel nas redes sociais, após lembrar que tinha o nome dela anotado na foto. Em anos de buscas pelo perfil do gêmeo, nunca tinha encontrado nada.

-Publicidade-
Os dois planejam recuperar o tempo perdido (Foto: Arquivo Pessoal)

“Encontrei o perfil deles no dia primeiro [de junho], mas não entrei logo em contato porque me vieram várias questões: se ele sabe, se a mãe tinha contado.”Fui passando e olhando as fotos até que encontrei uma foto dele. Nossa, era eu! Eu olhei e disse: ‘Meu Deus! Sou eu’”, disse. Ele não se segurou e mandou uma mensagem para Gabriel: “Nasci em 1997 e, aos 15 dias de vida, fui separado de um ser que faz parte de mim. A minha vida foi por uma busca”.

Após o primeiro contato os irmãos passaram a se falar todos os dias. O reecontro ainda contou uma surpresa especial: Gabriel é fotográfo e foi no aeroporto supostamente ajudar um amigo em um trabalho especial sobre “encontros surpresas”. Ele não sabia que a esposa, Carol e o irmão tinham planejado tudo. E assim os gêmeos puderam se abraçar depois de mais de duas décadas sem se ver.

A foto que Tomaz recebeu de Gabriel (Foto: Arquivo Pessoal)

“Ter ele ao nosso lado, e ver os nossos amigos abraçando ele me fez sentir paz e grande felicidade. Era meu sonho ter ele comigo, darmos risadas, estar na presença dos amigos com a companhia dele, foi um sentimento que eu nunca tive”, conta Gabriel.Os irmãos decidiram morar próximos e Tomaz se mudou definitivamente para Minas Gerais, deixando seu antigo emprego em Fortaleza e pronto para recuperar o tempo perdido.

-Publicidade-