Irmã cria alfabeto personalizado para ajudar o caçula nos estudos

Blenda Guirao tem um carinho imenso pelo irmão caçula, Caio, e decidiu fazer um alfabeto do personagem preferido dele para deixar as atividades ainda mais interessantes

Resumo da Notícia

  • Para ajudar na alfabetização do irmão, Blenda criou letras personalizadas
  • A jovem reforça que é superimportante encontrar a maneira certa de ensinar
  • Caio, de 11 anos, amou fazer as atividades

Blenda Guirao provou que amor de irmão é realmente inexplicável! Ela, que é irmã de Caio, de 11 anos, demonstrou esse sentimento ao criar um alfabeto personalizado para ajudar o menino na escola. A estudante de medicina usou o desenho preferido dele para se inspirar em cada uma das letras.

-Publicidade-

Pelas redes sociais, Blenda mostrou qual foi o resultado da atividade e, claro, o sorriso no rosto de Caio disse tudo! Na publicação, a irmã mais velha mostrou que o menino é muito dedicado, e que o alfabeto vai ajudar ainda mais na adaptação do conteúdo para a escola.

Mesmo não sendo educadora, ela reforça que “é muito importante encontrar a maneira certa de ensinar”. Para montar o alfabeto, ela escolheu cada um dos personagens que tivesse a inicial com a letra. Depois disso, Blenda colou as folhas impressas na parede e ajudou Caio a reconhecer cada uma delas. A gente amou!

Mais uma atitude incrível!

Jenna Roman, mãe de Jerico, um menino de 10 anos, passou por uma situação ao descobrir que uma marca de waffles havia parado de produzir a linha favorita do filho. Por mais que esse problema pareça ser super fácil de resolver, o garoto não é muito fácil para comer.

A mulher comentou em entrevista ao CBS News, que no ano passado o menino teve que voltar a aprender a como comer e beber. Mas que a família descobriu que o waffle que o filho estava acostumado a comer parou de ser vendido. Depois de muito esforço, ele conseguiu se adaptar a outra marca, mas adivinha: ela também parou de vender o produto.

Jenna recebeu muito carinho dos lojistas e também da marca de waffles! (Foto: iStock)

Roman começou a pedir para lojas e pessoas que se sensibilizassem com a situação enviassem seus estoques do waffle. “Estou pedindo ajuda para encontrar e cobrir os custos dos waffles e de um freezer para armazená-los à medida que são congelados”, explicou. O sucesso foi tanto que, na verdade, a mãe precisou de dois freezers para guardar todos os waffles!

Além disso, ela entrou em contato com a marca produtora dos waffles, e eles se comprometeram a enviar o estoque que ainda tinham. E foram além! A marca desenvolveu uma receita para que a mãe pudesse replicar em casa, e fez questão de fazer vários testes antes para ver se o resultado final ficaria igualzinho ao que era vendido.