George Clooney dá opinião sobre caso de Alec Baldwin: “Erros estúpidos”

O ator de “Onze Homens e um Segredo” participou do podcast “WTF” onde comentou sobre o acidente no set de filmagem do filme “Rust”

Resumo da Notícia

  • George Clooney deu a opinião sobre o Caso de Alec Baldwin no podcast "WFT"
  • O ator disse que a produção não estava preparada para aquele tipo de cena
  • Clooney também relembrou a morte de Brandon Lee

George Clooney participou do podcast “WTF” na última segunda-feira, onde comentou sobre o caso de Alec Baldwin, que acidentalmente matou a diretora de filmagem do filme “Rust”. O ator acreditava que estava usando balas de festim quando na verdade haviam balas de verdade que acabaram ferindo o diretor do filme Joel Souza, e matando Halyna Hutchins.

-Publicidade-

O ator de “Onze Homens e Um Segredo” contou que os erros cometidos foram “estúpidos” e que a produção não teve preparação para aquela cena. “Talvez eles nem estivessem usando aquela arma para praticar tiro ao alvo, mas eles tinham munição real com dummies (balas sem pólvora). E isso é uma loucura. É insano. É irritante ”, disse o ator. Clooney afirmou que mesmo tendo “estado nos sets por 40 anos”, nunca ouviu falar de algumas das medidas de segurança que teriam sido adotadas no set de Rust.

“Em primeiro lugar, nunca ouvi o termo ‘arma fria’”, disse ele sobre a expressão de segurança que Baldwin acreditava significar que o Colt .45 que ele disparou não teria balas de verdade e era seguro. “Nunca ouvi esse termo. Literalmente, eles estão apenas falando sobre coisas das quais nunca ouvi falar. É simplesmente irritante”, garantiu.

George Clooney falou sobre o acidente no set de filmagem do filme "Rust"
George Clooney falou sobre o acidente no set de filmagem do filme “Rust” (Foto: reprodução Instagram)

Clooney ainda disse que todo ator toma medidas adicionais para garantir pessoalmente que a arma que venha a usar em uma cena não esteja carregada antes de atirar no set. “Toda vez que recebo uma arma em um set, toda vez que eles me entregam uma arma, eu olho para ela, eu abro, mostro para a pessoa para a qual estou apontando, nós mostramos para a equipe”, disse ele a Michael Maron. “Todo mundo faz isso. Todo mundo sabe. Talvez Alec tenha feito isso – espero que ele tenha feito isso”, desabafou Clooney sobre a tragédia.

O ator também relembrou a morte do amigo Jon-Erik Hexum em 1984, e de Brandon Lee em 1993, e disse que após essas tragédias as medidas de segurança em Hollywood foram diferentes. “Depois que Brandon morreu, realmente se tornou uma coisa muito clara: abra a arma, olhe para baixo no cano, olhe para dentro do cilindro, certifique-se”, disse ele sobre as medidas de segurança em sets de cinema e televisão. Clooney sugeriu que o assistente de direção de Rust, David Halls – que disse às autoridades que entregou a arma a Baldwin antes do tiro fatal – parecia ser “o bandido”, e que não entendia como “Rust” tinha como armeira a novata Hannah Gutierrez-Reed.

“É um acidente terrível. Mas uma pessoa de 24 anos com pouca experiência não deveria chefiar um departamento com armas e balas ”, afirmando que Rust era um “filme de baixo orçamento com produtores que não produziram nada”. “Preprecisamos ser melhores em garantir que os chefes de nosso departamento sejam experientes e saibam o que estão fazendo”, finalizou Clooney.

Alec Baldwin repete acidente que aconteceu com Brandon Lee, filho de Bruce Lee
Alec Baldwin repete acidente que aconteceu com Brandon Lee, filho de Bruce Lee (Fotos: reprodução)