Gestante de 22 anos é encontrada morta dentro de mala; polícia investiga suspeitos

A mulher foi vista pela última vez enquanto entrava em um carro de aplicativo para encontrar um ex-namorado, conforme explica familiares

Resumo da Notícia

  • Uma gestante de 22 anos é encontrada morta dentro de mala de viagem
  • Ela foi vista pela última vez enquanto entrava em um carro de aplicativo para encontra um ex-namorado
  • A polícia investiga suspeitos

Conforme apuração do UOL, uma jovem de apenas 22 anos foi encontrada morta dentro de uma mala em uma região de mata na Estrada da Volta Fria, em Mogi das Cruzes, localizado na Grande São Paulo. A mulher, que estava grávida, foi vista pela última vez na quinta-feira passada, 16 de junho – quando entrou em um carro de aplicativo para encontra um ex-namorado, conforme explica familiares.

-Publicidade-

Após dado determinado tempo de desaparecimento, o pai de Cíntia Silva dos Santos fez um boletim de ocorrência, no último domingo, 20 de junho, referente ao caso da filha. Os familiares reconheceram que o corpo foi encontrado pertencia à mulher ainda ontem, horas depois dele ser encontrado. O delegado responsável pelo caso, Paul Henry Verduraz, falou em um entrevista coletiva, que a Polícia Civil investiga três suspeitos do crime. Entre eles: o ex-namorado, que a Cíntia teria visitado no dia do desaparecimento, e o atual namorado, que também é seu ex-padrasto.

“A princípio temos três linhas de investigação. (…) O pai dava conta que ela estaria com um ex-namorado, chamado Fabricio, e a polícia imediatamente realizou diligências. Esse Fabricio é uma pessoa que tem antecedentes criminais, nós constatamos que ele estava com o benefício de uma saída temporária de 14 a 20 de junho, requisitamos à Justiça a ida dele à polícia, para ouvi-lo”, disse Verduraz, informando que a casa do suspeito teria sido a primeira parada de Cíntia.

A polícia investiga os suspeitos pela morte da gestante
A polícia investiga os suspeitos pela morte da gestante (Foto: Reprodução / Getty Images)

Na casa do rapaz, o qual é investigado por estupro e violência doméstica, a gestante teria avisado aos familiares que recebeu uma ligação do atual namorado, que também se relacionou com a mãe da vítima. “Enquanto ela estava com o Fabricio, nos últimos momentos de sua vida, ela comunicou aos familiares que iria encontrar com uma pessoa com quem mantinha um relacionamento. Então nós também iremos ouvi-lo”, falou o delegado.

Já o terceiro suspeito pelo assassinato de Cíntia Silva dos Santos, é o pai do bebê que ela esperava. No momento, os policiais não deram detalhes sobre a identidade do homem em questão, mas alegaram que ele também será ouvido em momento seguintes. O delegado deu ênfase de que aguarda o laudo necroscópico para confirmar a causa da morte da jovem, mas afirmou ser possível “presumir que foi por duas lesões de faca”.

Por fim, em nota ao UOL – Universo Online, a SSP-SP (Secretaria Pública de São Paulo) disse que investigadores ainda realizam diligências para identificar e prender o autor do crime. O acontecimento foi registrado como homicídio no 4º DP de Mogi das Cruzes.