Giselle Itié sobre maternidade: “Quando você acolhe essa mãe possível, também acolhe as sombras”

A atriz, mãe de Pedro Luna, ressaltou a importância do amor próprio e autocuidado na maternidade

Resumo da Notícia

  • Giselle Itié respondeu algumas perguntas sobre maternidade
  • A atriz é mãe de Pedro Luna
  • Ela comentou sobre culpa e expectativas nesse universo

Giselle Itié, mãe de Pedro Luna, conversou com exclusividade com a Pais&Filhos e respondeu algumas perguntas sobre maternidade. A atriz reforçou a necessidade do autocuidado e da leveza.

-Publicidade-
Giselle Itié comenta sobre maternidade
Giselle Itié, mãe de Pedro Luna, comenta sobre maternidade (Foto: reprodução / Instagram @gitie)

1. O melhor de ser mãe é… Ser sua mãe possível.

2. O pior de ser mãe é… Algumas várias culpas que batem.

3. É melhor ser mãe ou ser filha? Os dois. Tem dias que tudo o que eu quero é um colo e outros que tudo o que eu quero é dar colo.

4. Sua culpa como mãe é… Ainda não tive nenhuma que possa nomear.

5. Você não tem culpa quando… A maioria das vezes. Quando você acolhe essa mãe possível, também acolhe as sombras.

6. Qual sua definição de felicidade? Acordar com meu filho, amamentar…

7. O papel da mãe é… Criar um ser humano consciente, que vá somar, que tenha empatia.

8. Você sente que está arrasando quando… Sempre! Eu olho para o Pedro Luna e falo: “Meu Deus, olha como eu arrasei”, rs.

9. Qual seu estado de espírito agora? Feliz e grata.

10. Mãe também é gente quando… Sempre.

11. Você tem uma heroína da vida real? Minha mãe. Ela sempre me surpreende, é um mulherão.

12. Se você não fosse você, quem gostaria de ser? A mãe do Pedro Luna.

13. Qual foi o livro que marcou sua vida? O Diário de Anne Frank, eu tinha 11 anos quando li.

14. O paraíso é… Estar na casa dos meus pais com toda a família reunida e saudável.

15. O inferno é… Essa angústia que estamos atravessando.

16. Minha família é… Tudo. É o que eu sou.

17. Me sinto uma supermãe quando… Sempre! Eu nunca imaginei que seria essa pessoa tão paciente e resiliente.

18. O que eu mais aprendi com meus pais… Empatia, ter o olhar para o outro como se fosse você mesmo.

19. O que quero deixar para meus filhos… Isso que meus pais deixaram para mim.

20. Onde quero estar daqui a 10 anos… Com a minha família, na casa dos meus pais, comendo, cantando, nadando.