Golpes online explodem durante a pandemia: veja como proteger sua família

O Google criou ferramentas para contribuir na redução das ameaças, que estão crescendo durante o isolamento social, mas também é importante que você saiba fazer sua parte

Resumo da Notícia

  • Os golpes online aumentaram durante a pandemia de coronavírus
  • Eles vêm principalmente por meio de malware, phishing e e-mails com spam
  • Descubra o que são esses três problemas
  • Veja dicas para proteger sua família e sua empresa
Veja como proteger sua família de golpes online (Foto: reprodução iStock)

Apesar dos problemas relacionados ao coronavírus, home office e ensino a distância parecerem ser infinitos, não podemos esquecer de mais uma questão que vem se tornando bem frequente durante o isolamento social: os golpes online. Com as pessoas emocionalmente vulneráveis, golpes que utilizam iscas relacionadas a questões locais e incentivos financeiros acontecem por meio de mensagens falsas que usam o medo para criar a sensação de urgência e estimular que o usuário caia na armadilha.

-Publicidade-

Assim como na Índia e no Reino Unido, o Google Cloud identificou um crescimento no o volume de malware, phishing e e-mails com spam no Brasil. Para ficar claro, malware é a abreviação de “software malicioso” (em inglês, malicious software) e se refere a um tipo de programa desenvolvido para infectar o computador de um usuário e prejudicá-lo de diversas formas. Já phishing é o crime de enganar as pessoas para que compartilhem informações confidenciais como senhas e número de cartões de crédito por meio de um disfarce. O golpista se passa por uma entidade confiável e através de uma comunicação eletrônica e rouba seus dados.

Os números impressionam: em abril, globalmente, o Gmail chegou a contabilizar 18 milhões de mensagens diárias com malware ou phishing e mais de 240 milhões de e-mails de spam que usavam a COVID-19 para chamar a atenção.

-Publicidade-

Para tentar amenizar esses problemas, o Google Cloud criou uma campanha para reforçar ainda mais a segurança das ferramentas. Embora o Gmail bloqueie mais de 99,9% das tentativas de spam, phishing e malware que chegam aos usuários, por conta das novas proteções que utilizam inteligência artificial, anunciadas no começo do ano, a empresa desenvolveu um sistema proativo para monitorar golpes relacionados ao coronavírus.

Ao se unirem, a ferramenta antiga e a essa nova ação específica em relação ao coronavírus aceleram a reação contra ameaças relacionadas à COVID-19. Conforme novas ameaças são descobertas, elas são acrescentadas à infraestrutura do Navegação Segura (Safe Browsing). Dessa forma, qualquer pessoa que use essa API do Google Cloud poderá automaticamente bloquear tentativas de ataque.

Mesmo com as próprias ferramentas para assegurar suas plataformas, como por exemplo as do Gmail, os e-mails em geral fazem parte de uma rede gigante e complexa, por isso, é necessário que empresas e pessoas física conheçam técnicas para se proteger de possíveis golpes. A equipe do Google reuniu algumas sugestões, confira:

Como posso melhorar a segurança da minha organização atualmente?

Dentre as recomendações, estão a adoção do DMARC para evitar a disseminação de spam e abusos digitais. Com isso, as plataformas que recebem o e-mail são capazes de identificar se ele realmente veio do Google. Fazer isso traz vários benefícios, como relatórios dos provedores, que mostram se as mensagens foram autenticadas, frequência das invalidadas e ações tomadas, além de estabelecer uma relação de confiança com a base de usuários, pois quando a organização envia uma mensagem, a pessoa que recebe terá certeza de que o e-mail veio de você. Ela também colabora para que provedores de serviço de e-mail sejam mais eficazes no combate a spam e abuso.

Eu não sou uma empresa, como posso me proteger?

No Brasil, diante da crescente popularidade dos serviços de streaming, o Google identificou diversos ataques de phishing apontando para esses serviços, como pedidos para atualização de dados de pagamento. Outras mensagens sugerem que o cartão de crédito da pessoas está sendo bloqueado, como estratégia de recorrer ao medo para ludibriar o usuário, pois a mensagem sugere que a pessoa poderá pagar uma multa caso não responder.

Seguem algumas dicas que podem ajudar a todos:

  • Faça o Checkup de Segurança. Para isso, existe um passo a passo com recomendações práticas e personalizadas de reforço das proteções da sua conta Google.
  • Evite baixar arquivos que você não reconheça como legítimos. Utilize a ferramenta do Gmail que permite ver uma prévia do anexo.
  • Verifique a integridade dos links antes de oferecer informações de login ou de clicar em links. Em geral, URLs falsas costumam imitar endereços reais.
  • Registre as ocorrências de phishing que chegarem até você.
  • Habilite a verif

Novo aplicativo Pais&Filhos Interativo: teste seus conhecimentos, acumule pontos para trocar por prêmios e leia conteúdos exclusivos! Para baixar, CLIQUE AQUI.

-Publicidade-