Governador de São Paulo diz se o estado pode ou não entrar em “lockdown”

A cidade paulistana é o atual epicentro do coronavírus no Brasil e conta com 54.286 casos confirmados e 4.315 óbitos

Resumo da Notícia

  • João Doria fala sobre possível lockdown em São Paulo
  • Ele não adiantou, no entanto, que cidades irão adotar a medida
  • Dimas Covas comentou que tudo depende da taxa de transmissão e número de leitos disponíveis
João Doria fala sobre possível lockdown (Foto: Getty Images)

O governador de São Paulo, João Doria, afirmou, na última terça, 13 de maio, que considera a adoção do “lockdown” em algumas cidades do estado como medida para diminuir a proliferação do novo coronavírus. Ele não falou, no entanto, em quais cidades a medida poderá ser adotada, mas destacou que as áreas com piores índices da pandemia são a região metropolitana de São Paulo e a Baixada Santista.

-Publicidade-

Dimas Covas, diretor do Instituto Butantã e coordenador do comitê de Saúde disse, no entanto, que a medida  depende do número de ocupação de leitos de UTI e da taxa de transmissão do vírus.

“Existem critérios internacionais, o primeiro é a taxa de ocupação de leitos de UTI, chegando em 100% o sistema entra em crise; a segunda variável importante é a taxa de transmissão, quando ela é superior a 1, a pandemia vai progredir; esses dois fatores que determinam a necessidade de lockdown. Em princípio estamos considerando essa possibilidade, se não ocorrer uma inflexão no número de leitos e na taxa de isolamento social”, disse ao Valor Investe.

-Publicidade-

O estado é o atual epicentro da doença no país e registra, até o momento,  54.286 casos confirmados e 4.315 óbitos.

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!