Grace Oliveira fala sobre ‘mães de anjos’ em texto emocionante: “Você precisa estar na sua melhor versão”

A mulher é dona da rede social ‘A Mamãe Coach’

 

-Publicidade-
(Foto: Reprodução / Instagram)

Grace Oliveira, mãe de Noah, é a criadora de uma página no Instagram chamada ‘amamaecoah’, onde compartilha experiências e dicas para todas as famílias. A mãe de primeira viagem perdeu três filhos ainda na gestação das crianças, por isso, por ter vivido essas experiências, nesta quinta-feira, 29 de agosto, a influencer publicou um texto emocionante sobre ‘mães de anjos’.

Com uma imagem feita de desenho, que tem uma mãe e um anjinho abraçando-a, a mulher colocou como destaque da foto a legenda: Carta ás mães de anjo e tentantes. Grace começou o texto dizendo entender que a culpa insiste em estar presente nesse momento. “Eu sei que a culpa insiste em te assombrar. Sei que se sente incapaz, insuficiente, defeituosa. Sei que ouviu e tem ouvido palavras de cobrança e de acusação. Sei que tem vontade de desistir, mas sente dentro do seu coração que ainda não é a hora. Sei que tem medo de mais uma tentativa frustrada. Sei que tem medo de passar por todas as dores físicas e psicológicas de novo. Sei que está apertado financeiramente para uma nova tentativa. Sei que o relacionamento em algum momento pareceu abalado. Sei que é difícil ficar 100% feliz ao ver outras grávidas. Sei que tenta focar no trabalho para esquecer do assunto. Sei que se sente julgada. Sei que a dor é semelhante à um pedaço do seu corpo faltando, mesmo que esteja fisicamente inteira”, escreveu.

-Publicidade-

Apesar da culpa, Grace afirmou que as mães que perdem os filhos, não tem culpa de nada. “Mas deixa eu te falar algo que você talvez não saiba ou talvez saiba mas não aceita ainda: VOCÊ NÃO TEM CULPA DE NADA!!! E você precisa acreditar nisso. Sua sogra, sua vizinha, sua amiga, não precisam acreditar nisso, mas você precisa!!! Se há o sonho no seu coração, não desista! Estamos em um mundo que não tem nada de perfeito. Coisas boas acontecem para pessoas boas e “não tão boas”, e coisas ruins acontecem também para ambos. Não se sinta uma “não merecedora”. Todas somos merecedoras do melhor, mas estamos em um mundo onde pode acontecer o pior. Sabermos e aceitarmos que não temos controle de nada é um começo para lidarmos melhor com as frustrações. Não disse que é fácil, disse que é um começo”, disse.

Por fim, a blogueira disse que há muitas maneiras de ter um filho e, não importa como a criança chegue, o importante é estar na melhor versão. “Um filho pode nascer por vias naturais, FIV, adoção…mas ele sempre precisará de uma mãe que, acima de tudo, esteja bem. Esteja bem com ela mesma e com a própria vida. Sei que há muitas dores aí dentro, mas há muita vida também! Que tal mudar um pouco o ângulo pelo qual está vendo a sua situação? Cuide da sua saúde como um todo! Mental e física! Não importa como seu filho ou filha chegará até você, mas você precisa estar na sua melhor versão, para poder dar todo amor do mundo para esse serzinho que te aguarda. Antes de poder liberar o amor para outra pessoa, libere ele à você mesma!”, finalizou.

Leia também:

Relato de mãe: “Uma nova gravidez não apagou a dor e a memória do filho que perdemos”

Mãe de menino que morreu no túnel do Metrô responde críticas: “Fiz tudo pelo meu filho”

Bebê ‘roubada’ em maternidade descobre após 32 anos que foi colocada para adoção