Grávida de descendência coreana é atacada por mulher em clínica médica: “Volta pro seu país”

Uma cliente de meia-idade disparou inúmeras injúrias contra o casal durante a espera de um exame

Resumo da Notícia

  • Uma grávida e seu marido estavam em uma sala esperando para fazer um ultrassom quando um incidente contra eles chamou atenção;
  • Uma mulher de meia-idade disparou inúmeras injúrias contra o casal;
  • A agressora chegou a mandar que “eles voltassem para o próprio país”.

Uma grávida e seu marido estavam em uma sala esperando para fazer um ultrassom quando um incidente contra eles chamou atenção. Uma mulher de meia-idade disparou inúmeras injúrias contra o casal e chegou a mandar que “eles voltassem para o próprio país”.

-Publicidade-

Shin é um coreano-australiano de terceira geração que nasceu e cresceu na Austrália, assim como sua parceira, que está grávida de 19 semanas. De acordo com o pai, eles estavam na sala de espera usando o celular quando foram atacadas pela mulher.

Casal sofre ataque e compartilha nas redes sociais (Foto: Reprodução/ Instagram)

Em entrevista ao Daily Mail, o homem confessou que acredita que a mulher tenha descontado suas frustrações sobre eles depois que seu parceiro não pôde entrar na sala enquanto ela fazia um procedimento.  Sem perder tempo, o casal gravou todo o momento.

-Publicidade-

O vídeo começa com Shin discutindo com a agressora: ‘Não me diga para voltar para o meu próprio país’, disse ele. Em seguida ela dispara: “Não grite comigo!”. O homem se mantém firme e retruca e garante: “Eu nasci aqui”. Neste momento, um membro da equipe é ouvido ao fundo tentando acalmar a situação.

Casal é atacado em clínica de ultrasson (Foto: Reprodução/ Instagram)

O homem ainda afirmou nas redes sociais que achou “impecável” a forma com que a clínica lidou com o problema – a agressora foi proibida de acessar todas as filiais da rede. Em seguida, o pai confessou que ataques como esse, são comuns na vida dele e da esposa.